Connect with us

País

Aviões da TAAG seguem hoje para Lisboa e Porto para levar angolanos

Published

on

Dois aviões da TAAG seguem hoje para Portugal para trazer de volta cidadão angolanos que se encontram retidos nas cidades de Lisboa e Porto.

Os cidadãos não puderam regressar ao país devido ao fecho das fronteiras de Angola, às 00h00 de dia 20 de março, como medida de prevenção contra a doença Covid-19, provocada pelo novo coronavirus.

Segundo a ediçao de hoje, sabado (21), do Jornal de Angola, chega também hoje à capital angolana um Boeing 767 da EuroAtlantic, que vai repatriar cidadãos portugueses.

Os cidadãos deverão cumprir os requisitos para o repatriamento, nomeadamente estarem transitoriamente em Angola, como turistas e empresários, doentes, com carências graves ou outras situações humanitárias, definindo prioridades consoante o grau de vulnerabilidade.

Os cidadãos que precisem de apoio para regressar a Portugal e cumpram estas condições podem fazê-lo através do endereço eletrónico [email protected], até 21 de março, devendo indicar o nome completo, dados do passaporte, contactos atualizados morada em Portugal e breve descrição da situação em que se encontra, devidamente comprovada.

Cerca de 500 pessoas contactaram entre quinta-feira e sexta-feira os serviços consulares em Angola, manifestando a intenção de regressar a Portugal.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, infetou mais de 265 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 11.100 morreram.

Das pessoas infetadas, mais de 90.500 recuperaram da doença.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se já por 182 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde (OMS) a declarar uma situação de pandemia.

O continente europeu é aquele onde está a surgir atualmente o maior número de casos, com a Itália a ser o país do mundo com maior número de vítimas mortais, com 4.032 mortos (mais 627 que na quinta-feira) em 47.021 casos.

Vários países adotaram medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

 

JA/Lusa

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *