Connect with us

Destaque

Autoridades investigam se o País recebeu carne adulterada do Brasil

Published

on

As autoridades estão a investigar a existência no país de carne proveniente de empresas do Brasil envolvidas na adulteração de produto estragado com recurso a químicos, disse hoje à agência Lusa fonte do Estado angolano.

Segundo o director dos Serviços de Veterinária de Luanda, Edgar Dombolo, neste momento estão equipas no terreno a fazer a recolha de dados sobre as importações, um trabalho que começou desde que foi divulgado o assunto.

A polícia brasileira descobriu na semana passada que várias das principais empresas de carne do país, com a cumplicidade de agentes públicos e gestores empresariais, “maquilharam” com produtos químicos, carnes que estavam em mau estado e não cumpriam os requisitos para exportação.

Edgar Dombolo referiu que decorrem os trabalhos para se apurar que empresas importaram para o país, para a tomada de medidas.

“Estamos a aferir quais as empresas que receberam produtos do Brasil e depois ver se desses produtos constam das seis empresas que exportam. São 21 empresas que têm problemas, supostamente fraude no processamento de carnes, dessas 21, seis exportam para diferentes países, incluindo o nosso”, disse.

O responsável referiu que Angola importa carne bovina, suína e aves do Brasil, salientando que este caso merece alguma celeridade, para se informar o público consumidor.

O Governo brasileiro atribuiu na passada terça-feira as irregularidades a um delito de corrupção – a certificação de produtos adulterados foi obtida através de subornos – e não a um problema de saúde pública ou falta de controlo sanitário.

NM/ Correio da Kianda

 

 

 

 

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas