Connect with us

Sociedade

Autoridades denunciam devastação da reserva florestal do Golungo Alto

Published

on

A reserva florestal do município do Golungo Alto, na província do Cuanza Norte, está a ser devastada por garimpeiros de madeira. Todos os dias, a madrugada, vários são os camiões que se fazem à estrada carregando diversas toneladas de madeira exploradas ilegalmente na reserva florestal.

A denúncia é do procurador da comarca do município do Golungo Alto, Manuel dos Passos, que se mostra preocupado com o silêncio das autoridades da província. Disse que “os camiões de madeira andam de madrugada”.

Já o procurador de comarca de Cambambe, Luís Alexandre, que reforça a denúncia, disse que os camiões não são interpolados ao longo das estradas, com a madeira ilegal.

Como é possível que um camião, circula do Bolongongo, do Quikulungo, do Golungo Alto [Cuanza Norte], até ao mercado do Kikolo [Luanda] sem ser interpelado por um agente fiscal ou um agente da Polícia, ou um agente do Serviço de Investigação Criminal?“, questionou.

O chefe da fiscalização do departamento de desenvolvimento florestal de Cambambe, Simão Jorge, disse que o sector que dirige conta apenas com seis fiscais, número insuficiente para fazer face aos desafios de fiscalização das acções de contrabando de touros de madeiras na região.