Connect with us

Sociedade

Autoridades apontam riscos do consumo de peixe encontrado morto

Published

on

O ministério da Agricultura e Pescas apelou, ontem, em Luanda, a população a não comercializar, nem consumir, as espécies encontradas mortas ao longo da Baía de Luanda, por se desconhecerem as causas da sua morte.

De acordo com um comunicado do Instituto Nacional de Investigação Pesqueira e Marinha (INIPM), a que a Angop teve acesso, no período que vai de Maio a Setembro, a probabilidade de ocorrência de florescimento de microalgas é alta, podendo muitas das espécies serem produtoras de biotoxinas, com impacto para o ecossistema e a saúde humana.

Conforme o comunicado, o resultado das análises deve ser divulgado no próximo dia 12 deste mês. Neste período desaconselha-se a venda e o consumo do peixe morto.

Por Angop

Colunistas