Connect with us

Sociedade

Autocarros podem ser retirados por incumprimento das operadoras

Published

on

O director do gabinete provincial dos Transportes, Tráfego e Mobilidade Urbana na Lunda Norte, David Bumba, admitiu hoje, quinta-feira, retirar os autocarros atribuídos por concurso público, desde 2019, a um conjunto de empresas, que considera “incumpridoras” no que concerne à amortização mensal do valor dos meios.

Em declarações à imprensa, a propósito dos transportes públicos na Lunda Norte, David Bumba denunciou que há operadoras que estão com os pagamentos atrasados “e outras não pagam desde que receberam os meios”, prejudicando o Estado.

Desde 2019, a província da Lunda Norte recebeu do Governo central 32 autocarros entregues a 22 empresas que se dedicam ao tráfego rodoviário urbano e intermunicipal, através de um concurso público.

Antes da entrega dos autocarros, as empresas reembolsaram ao Estado, a primeira trancha obrigatória, ou seja, pagaram dois milhões e 917 mil, dos 58 milhões de custo por unidade e prestações de mais de 461 mil/mês, num período de 10 anos.

Sem revelar o número de empresas, disse que grande parte delas não cumpre com o pagamento de 461 mil kwanzas/mês.

Para inverter o quadro, o Gabinete vai negociar com as empresas “e aquelas que não apresentarem garantias devolverão os autocarros ao Estado” para, através de um outro concurso público, serem atribuídos às outras empresas.

Por outro lado, informou que actualmente estão disponíveis no município de Chitato 12 autocarros, dos quais sete garantem serviços de transporte público e o resto encontram-se avariados.

Por Angop

Colunistas