Connect with us

Sociedade

Ataque de elefante faz um morto e deixa restantes de caçadores em pânico no Pango Aluquém

Published

on

Um caçador identificado por Carlos António, de 50 anos, foi morto nesta quinta-feira, após ataque de um elefante, no interior de um matagal, quando este, na companhia dos seus amigos, praticavam actividades de caça, no município do Pango Aluquém.

De acordo com a polícia local, os factos ocorreram quando o referido cidadão na companhia de dois amigos também caçadores, realizavam a actividade de caça e deparam-se com um elefante. Terão efectuado disparos com uma arma de fogo do tipo caçadeira de fabrico artesanal, e o animal, na tentativa de defender-se dos caçadores desferiu golpes que levaram a morte imediata ao caçador.

Segundo conta o comandante municipal da Polícia Nacional no Pango Aluquém, Superintendente-Chefe Paulino Eusébio, a Polícia Nacional encontrou no local, vestígios do ataque e as duas pessoas que escaparam alertaram às autoridades sobre a ocorrência.

O oficial superior da Policia Nacional naquele município, fez saber que este tipo de casos não é frequente na localidade, mas apela a população a não provocarem nem aproximar-se dos elefantes sempre que estiverem a passar, para se evitar situações do gênero.