Connect with us

Politica

Assembleia Nacional convoca reunião para apreciar proposta de destituição do PR

Published

on

A Presidente da Assembleia Nacional, Carolina Cerqueira, convocou os deputados, membros da Comissão Permanente, para uma reunião esta sexta-feira, 13, depois da recepção da proposta da UNITA de destituição do Presidente da República, refere a nota, a que a Rádio Correio da Kianda teve acesso.

O documento, datado desta quinta-feira, 12, refere que “nos termos da alínea a) do artigo 42°, e da alínea a) artigo 44, conjugados com o artigo 59° e alínea b) do artigo 62°, todos do Regimento da Assembleia Nacional, aprovado por via da Lei n°13/17, de 6 de Julho, são convocados os Exmos. Senhores Deputados, Membros da Comissão Permanente para uma reunião a realizar-se na sala 1.08 da Assembleia Nacional”.

O documento indica para hoje a seguinte ordem de trabalho:

1 – Informação sobre recepção da Proposta da UNITA de destituição do Presidente da República
2 – Convocação da Reunião Plenária para o dia 14 de Outubro de 2023.

De recordar, que há três meses os parlamentares do maior partido na oposição anunciaram que apresentariam um processo de destituição do Presidente da República.

Justificam a decisão por entenderem que volvidos mais de um ano do segundo mandato, após a tomada de posse a 15 de Setembro de 2022, “verifica-se que a governação do Presidente da República é contra a democracia, contra a paz social, contra a Independência Nacional e contra a unidade da Nação, pelo que a sua rejeição pela Nação se traduz na mais elevada taxa de reprovação já verificada em tempo de paz. O sentimento geral dos cidadãos é que o Presidente da República em funções traiu o juramento que fez, perdeu absolutamente a confiança dos eleitores, e, por isso, deve ser destituído do cargo”.

Desde então, UNITA e MPLA vêm “trocando farpas”, com os camaradas orientados a cerrarem fileira em torno do presidente do seu partido:

“O MPLA está forte e coeso em torno do mais Alto Magistrado da Nação e agirá em conformidade”, disse, Rui Falcão, fazendo referência ao último comunicado do Bureau Político.

Jornalista multimédia com quase 15 anos de carreira, como repórter, locutor e editor, tratando matérias de índole socioeconómico, cultural e político é o único jornalista angolano eleito entre os 100 “Heróis da Informação” do mundo, pela organização Repórteres Sem Fronteira. Licenciado em Direito, na especialidade Jurídico-Forense, foi ainda editor-chefe e Director Geral da Rádio Despertar.