Connect with us

Opinião

As eleições no braço juvenil do partido no poder ( JMPLA )

Walter Ferreira

Published

on

- JMPLA 1 - As eleições no braço juvenil do partido no poder ( JMPLA )

A corrida para a eleição dos secretários províncias da JMPLA, está intensa e tem dominado algumas conversas, observações e inquietações não apenas no seio desta organização juvenil partidária, mas também na sociedade.

Depois do paradigma que foi concebido e incutido no passado, este congresso tem a obrigação de se preparar para fazer a viragem da história, só assim poderão manter a vitalidade da organização. Foi um passado que não colocou a idéia da política como o factor preponderante para a conjugação de capacidades e resultados.

Este congresso da JMPLA, tem sido marcado pelos critérios definidos pela direcção central do partido, sendo a questão do limite de idade, a grande inovação que pretendem assumir como uma reforma no processo de transição geracional.

Se é verdade que já estava muito ” obesa “, e concordamos com as preocupações de se renovar, pela mesma razão, ela deve ser de novas abordagens, ou seja, é preciso que a vocação se constitua no principal requisito da distinta actividade política.

Devo dizer que muito pouco se sentiu nestes candidatos, falam em coisas que quase já não representam as novas dinamicas sociais, porque ainda continuam obcecados aos discursos de subserviência, ou mesmo da patológica bajulação.

Seria ideal que conseguissem falar para além da sua organização, trazer para o espaço público, pensamentos mais transversais, genuínos, e com alcanse de governação. A ausência de um debate televisivo entre os candidatos, retira a imparcialidade para se fazer uma avalição mais exaustiva, e de importância para a direcção do partido.

A política são as idéias antes de tudo, e elas devem ser avaliadas pelos militantes, ou no caso os delegados, fica muito complicado procurar obter legitimidade de uma eleição que não acautelou o debate público.

A direcção do partido tem no comando o Presidente João Lourenço, que fez uma ruptura na forma de se socializar, pois deverá ter interlocutores ao nível do seu braço juvenil, com outro nível de percepção, dinamismo, e eficácia na execução dos programas.

Para luanda as expectativas são maiores, e nos próximos dias deverá acontecer a eleição, que está a ser marcada por desnecessária animosidade pelas redes sociais, onde somos por força da tecnologia convidados involuntariamente a opinar naquilo que mais achamos relevante.

As eleições são também um reconhecimento da autoridade, daí mesmo o vencedor, ou vencedora, devem ser pessoas com credibilidade, aquelas que se tornam numa referência para a sociedade.

Alguns destes jovens são totalmente estranhos quer em sede da sua organização partidária, como também na sociedade, hoje nasceu o paradigma da reputação institucional, o MPLA na condição de partido no poder deve compreender os sinais de um tempo cada vez ” incontrolável “, as respostas a conjuntura deverão exigir inteligência não dogmática.

A base eleitoral está na juventude, os possíveis vencedores para o cargo de secretários a província de luanda, terão a responsabilidade de fazer ser reeleito o cabeça de lista do partido, numa situação de difíceis penetrações, e por sinal na maior praça eleitoral.

A JMPLA é a maior prova de liderança do presidente João Lourenço, tanto poderá ser um sucesso, como um fracasso, ou a desilusão da renovação geracional que deveria preservar valores e identidade.

Alguns destes candidatos desconhecem a própria ideologia do MPLA, confundem o essencial da política que já não é a mobilização de massas, se o povo é o MPLA como dizem, este povo e no caso a juventude está desgastada, isto fica patente nos actos de descontentamento que até os militantes hoje manifestam.

Que vença a política e não outra coisa mais …

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ana Margoso
Ana Margoso (14)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (306)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (12)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (16)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (18)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (70)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (11)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação