Connect with us

Mundo

Arranca julgamento de envolvidos em tentativa de golpe de Estado na RDC

Published

on

Teve início esta sexta-feira, 07, em Kinshasa, o julgamento de cerca de 50 cidadãos acusados de tentativa de golpe de Estado na República Democrática do Congo, no passado dia 19 de Maio.

O julgamento envolve cidadãos da RDC, e vários estrangeiros. A audiência teve início no Tribunal Militar de Kinshasa-Gombe, instalado na prisão militar de Ndolo, na capital congolesa, segundo a agência francesa.

Os arguidos, quatro dos quais mulheres, ocuparam os seus lugares, estando a assistir diplomatas ocidentais, bem como numerosos jornalistas além de advogados.

Na alegada tentativa de golpe de Estado em Kinshasa, dezenas de homens armados atacaram a casa de um ministro, Vital Kamerhe, que entretanto se tornou presidente da Assembleia Nacional.

Os assaltantes filmaram-se a agitar a bandeira do Zaire, o antigo nome da RDC no tempo de Mobutu, e pediam a saída do actual chefe de Estado, no poder desde 2019, e reeleito em Dezembro passado.

A intervenção das forças de segurança que, segundo o exército, prenderam cerca de 40 assaltantes e mataram outros quatro, incluindo o seu líder, Christian Malanga, 41 anos, um congolês residente nos Estados Unidos, terminou com o ataque.

De acordo com a lista da audiência de ontem, estão a ser julgados 53 arguidos, entre os quais Christian Malanga, apesar de já ter morrido.

Colunistas