Connect with us

Politica

Arranca na próxima terça-feira pré-julgamento do General Kopelipa

Published

on

O Supremo Tribunal marcou para a próxima terça-feira, 21, o início da instrução contraditória do processo que envolve o General Manuel Hélder Viera Dias Júnior “Kopelipa”, acusado da prática de seis crimes, com destaque para o crime de peculato.

Sobre este assunto, que envolve o general Kopelipa, o jurista Aldemiro Quintas diz que na próxima terça-feira haverá um pré julgamento, em instrução preparatória.

“Não se trata propriamente de um julgamento, para melhor esclarecimento da opinião pública, este processo que na verdade é o processo 004/23, não é propriamente um julgamento, é um pré-julgamento ou seja é um expediente”, salientou.

O jurista diz que dos seis crimes que pesam sobre o general pode ser ilibado de uns e ser julgado noutros, tendo em conta a intervenção do advogado.

“Na visão do advogado do arguido, pode muito bem requerer a instrução contraditória que tem como fim obter uma decisão judicial que confirme o mérito da acusação ou do despacho de activamente com vista a submeter o arguido a julgamento ou a arquivar um competente processo, e ela não é efectivamente obrigatória ela tem um carácter facultativo”, explicou.

Aldemiro Quintas disse ainda querer acreditar “que nem todos estes crimes poderão ser provados como tal em sede de julgamento final propriamente dito, ora se todos aqueles crimes que estão a ser acusados em sede de julgamento não se provar, o general Hélder Kopelipa poderá vir a ser absolvido em instância e dos crimes que se vir provar poderá vir a ser efectivamente condenado”, expôs.

Jornalista multimédia com quase 15 anos de carreira, como repórter, locutor e editor, tratando matérias de índole socioeconómico, cultural e político é o único jornalista angolano eleito entre os 100 “Heróis da Informação” do mundo, pela organização Repórteres Sem Fronteira. Licenciado em Direito, na especialidade Jurídico-Forense, foi ainda editor-chefe e Director Geral da Rádio Despertar.

Colunistas