Connect with us

Eleições 2022

APN garante que “Seca, fome e desemprego” têm os dias contados no Namibe

Published

on

Quase cinco anos depois do líder da APN ter prometido aos angolanos em fazer do Namibe ´o Dubai´ de Angola e de transformar esta província em maior ponto turístico do país, o político e candidato a Presidente da República pela APN, Quintino Moreira, prometeu neste sábado, 6 de Agosto, acabar com a “seca, fome e desemprego”, que afligem a região sul do país.

Diante de centenas de militantes, amigos e apoiastes da APN no Namibe, durante todo discurso ovacionavam entoando canções de vitória ao seu candidato, Quintino Moreira disse que por conhecer os problemas da província do Namibe, caso vença as eleições, poderá inverter o actual quadro para que haja emprego para a população de Moçâmendes em particular, do Namibe e de Angola em geral.

“Nós Vamos resolver o problema da Seca que esta província padece, o problema da fome e do problema de desemprego”, prometeu.

Na apresentação do manifesto eleitoral e do programa de governo da APN, segundo o dirigente partidário, consta que poderão quintuplicar a questão de empregabilidade no país, dando emprego para juventude e desta forma acabar, de certa forma, com a fome.

“Vamos trabalhar para que o número de empregado seja quintuplicado e acabarmos com a pobreza que existe no Namibe e em Angola”.

O considerado como partido da juventude tem em carteira um programa especial para juventude, considerando que são os jovens o garante para o futuro deste país, por isso, de acordo com o candidato da APN, depois da formação os jovens não podem estar estagnados por falta de emprego.

Quintino Moreira acentuou que “é preciso que o executivo crie condições para que haja emprego sem olhar pela simpatia ou cores partidárias”, tendo sublinhando que “um governo da APN vai trabalhar para que haja igualdade de direitos”.

O fomento ao empresariado nacional e local vai, também, merecer uma especial atenção do executivo da APN. Na província do Namibe, a Aliança Patriótica Nacional já definiu as suas estratégias, atacando os sectores das pescas e da agricultura.

“Um governo da APN vai ceder crédito para potenciar o empresariado local, e haverá desenvolvimento das pequenas, medias e grandes empresas, e por sua vez irá gerar emprego para juventude”.

O candidato com mais participação em pleitos eleitorais apelou aos seus militantes e simpatizantes presentes no acto politico de massa, para que haja mudança no dia 24 de Agosto próximo, é necessário que todos nós, e com realce a juventude dirijam-se às cabines de voto e exerçam o direito de voto, porque, segundo o político, “só assim, haverá alternância política este ano, e por sua vez, revertemos o curso da historia do país e termos um novo governo que esteja ao serviço do povo e governa para o povo”.

Colunistas