Connect with us

Efeméride

Angolanos reflectem vida e obra de Agostinho Neto 44 anos depois

Published

on

Os angolanos assinalam neste domingo 44 anos depois do passamento físico do primeiro Presidente da República, António Agostinho Neto, que morreu na antiga capital da então União das Repúblicas Socialistas Soviéticas, Moscovo, por doença, a 10 de Setembro de 1979.

Agostinho Neto proclamou a Independência Nacional, a 11 de Novembro de 1975, nasceu no dia 17 de Setembro de 1922, na aldeia de Caxicane, Icolo e Bengo, agora adstrita à província de Luanda, tendo em conta a nova divisão político-administrativa.

Em alusão à data, decorrem em todo o país jornadas para homenagear a vida e obra do também Poeta Maior e médico.

Palestra no Zaire

Uma palestra, que versou sobre a vida e obra de Agostinho Neto marcou esta sexta-feira, em Mbanza Kongo, província do Zaire, a abertura da jornada do Herói Nacional, que teve inicio neste domingo e se estende até 17 do corrente mês, em todo o país.

Ao dissertar o tema, o académico Agostinho Dias Zantoto afirmou que o empenho e a dedicação ao trabalho de todos os cidadãos, de modo a engrandecer a nação angolana, é a melhor forma de homenagear Agostinho Neto.

O docente sublinhou que o Poeta Maior denunciava, através da sua poesia, as injustiças de que eram sujeitos os angolanos e demais povos africanos subjugados, expressando, também, as legítimas aspirações dos oprimidos.