Connect with us

Sociedade

“Angolanos no estrangeiro estão a criar fake news contra Angola” – SIC

Published

on

Há cidadãos angolanos que, a partir do estrangeiro, estão a criar “fake news” sobre o país para criar instabilidade.

A denúncia é do porta-voz do SIC, Manuel Halaiwa, quando participava do debate radiofônico Angola em Directo, nesta quinta-feira, 11, em Luanda.

De acordo com o responsável, são muitos os cidadãos nacionais, que de forma reiterada fazem e promovem “fake news” sobre a realidade social, económica e política de Angola.

Já o jurista José Rodrigues defende a criação de uma legislação que permita definir a postura comportamental dos cidadãos no espaço cibernético.

Para o jurista, a ausência de uma legislação que defina os marcos comportamentais dos cidadãos, tem ocasionado a criação e promoção de “fake news” na internet.

Por sua vez, o economista Paulo Forquilha defende uma maior aposta na educação e consciencialização dos cidadãos sobre o perigo das “fake news” e do seu perigo como uma saída para pôr cobro ao fenómeno.

Já o Director Nacional de Comunicação Institucional e Imprensa do Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social, João Demba, apontou algumas das acções que estão a ser levadas a cabo pelo executivo como forma de contornar a situação.

Segundo João Demba, o governo angolano está a investir nas infra-estruturas, bem como na literacia digital para que os cidadãos consigam distinguir o que é “fake news”.