Connect with us

Economia

Angola terá moeda digital dentro de cinco anos

Published

on

O governador do Banco Nacional de Angola (BNA), José de Lima Massano, disse esta sexta-feira, que nos próximos anos o país poderá ter a sua moeda digital a funcionar para a economia nacional.

Segundo o governante, estão a ser criadas condições para se poder fazer a emissão no país, das primeiras moedas digitais e fazer face aos desafios da modernização dos instrumentos de pagamento.

A entrada em vigor da nova moeda na economia angolana, de acordo com José de Lima Massano, deverá ocorrer ainda no decurso do seu mandato, que termina em 2027.

O governante, que falava em conferência de imprensa sobre a 109.ª reunião do Comité de Política Monetária, disse que pretende dar continuidade à modernização dos instrumentos de pagamento no país, com realce para os pagamentos móveis, mas também preparar o trabalho para a moeda digital do BNA.

“Poderemos não ter ainda, no final deste ciclo, mas pelo menos queremos ter toda a avaliação técnica e, caso se decida pela sua emissão, também teremos as condições básicas para permitir que tal venha a acontecer”, frisou.

Para o gestor do banco central, este será um mandato para consolidar o percurso iniciado de modernização do próprio BNA e sua organização interna.