Connect with us

Politica

“Angola registou progressos no que diz respeito à inserção e empoderamento das mulheres” 

Published

on

O presidente do MPLA, João Lourenço, considerou, hoje, que Angola registou progressos no que diz respeito à inserção e empoderamento das mulheres nas diferentes esferas. De acordo com o líder angolano, o país “promoveu novas lideranças femininas que se vêm fortalecendo nos cenários de decisão política a nível nacional”.

João Lourenço, que falava no seu discurso de abertura do VII Congresso Ordinário da Organização da Mulher Angolana (OMA), disse estar convicto que tal evento, “apesar dos condicionalismos impostos pela covid-19, será criativo na busca de soluções para aumentar a participação plena e efectiva da mulher nos órgãos de tomada de decisões na vida pública”.

O presidente do MPLA destacou ainda o facto de que no VIII Congresso Ordinário do partido no poder, a realizar-se em Dezembro deste ano, haverá “a paridade do género de 50%, tanto para a participação como para a representação das mulheres na composição dos órgãos e organismos do partido aos vários níveis”.

“De salientar que este será um caso inédito na história das organizações políticas angolanas ao longo de todos os tempos”, realçou o também Presidente da República.

Em alusão ao “Março Mulher”, João Lourenço agradeceu ainda “às mulheres que estão na primeira linha no combate à covid-19 e a todas as que em outras áreas, contribuem para diminuir o seu impacto da pandemia no seio das famílias”.

Num país maioritariamente composto por mulheres, João Lourenço reconheceu que a “equidade do género é fundamental para a inclusão das mulheres no mercado laboral, nos órgãos de tomada de decisão, na melhoria do modo de gestão do seu tempo familiar, no fomento à luta contra a violência e no fortalecimento da sua auto-estima”.

“A OMA, em parceria com outras organizações, deve contribuir para que o Estado continue a aplicar políticas públicas em prol da igualdade do género e do fortalecimento do papel da mulher na sociedade”, instou.

Homenagem

Durante o Congresso, João Lourenço homenageou a secretária-geral cessante da Organização da Mulher Angolana, Luzia Pereira de Sousa Inglês “Inga”, pelo trabalho que desenvolveu durante quatro mandatos à frente do braço feminino do MPLA.

O Presidente do MPLA procedeu igualmente a entrega de uma Menção Honrosa do Bureau Político do Partido a Luzia Inglês.

Colunistas