Connect with us

Economia

Angola regista aumento na produção de petróleo

Published

on

Angola registou, no passado mês de Julho, um crescimento significativo na produção de petróleo, de acordo com um relatório da ANPG, a que o Correio da Kianda teve acesso.

De acordo com o documento, a produção de petróleo de Angola para o mês de Julho foi de 35.631.172 barris, correspondendo a uma média de 1. 149.393 barris de petróleo por dia (BOPD) contra 1.132.364 BOPD inicialmente previstos.

A produção de gás associado durante o mesmo período foi de 84 702 milhões de pés cúbicos, correspondente a uma média de 2.732 milhões de pés cúbicos por dia (MMSCFD), sendo 1.422 MMSCFD injectados, 636 MMSCFD disponibilizados para a fábrica de ALNG, 334 MMSCFD para geração de energia nas instalações petrolíferas e remanescente usado nas operações e escoamento do petróleo.

Durante o mês de Julho, a Fábrica de ALNG teve uma produção de 3 592.464 barris de óleo equivalente (BOE), correspondendo a uma média de 115.886 barris de óleo equivalente por dia (BOEPD), sendo a produção de LNG de 92 204 BOEPD, Propano de 10.490 BOEPD, Butano de 7.748 BOEPD e Condensados de 5.444 BOEPD.

No mesmo período a produção de gás associado da Associação de Cabinda foi de 1.113 MMSCFD permitindo extrair 391 319 barris de LPG correspondendo a uma média diária de 12.623 barris, repartido pela produção de Propano de 7.279 barris e Butano de 4 926 barris.

Contudo, a produção de petróleo e LPG foi de 36 022 491 BOE correspondente a uma média de 1162 016 BOEPD; a eficiência operacional das instalações foi de 91,55% contra 93,44% inicialmente previsto.

Para o período em analise, os levantamentos de Angola foram de 36 309 046 barris correspondendo a média de 1 171 260 BOPD contra 1 173 709 BOPD previsto. A ANPG levantou cerca 6 577 970 barris (18% do total dos levantamentos), a SNL P&P 5 339 328 barris (15% do total dos levantamentos) e a SNL E.P 1 249 018 barris (3% do total dos levantamento).

Adicionalmente, no mês de Julho estiveram em actividade treze (13) unidades de sondagem, sendo sete (7) navios sonda (Sonandril West Gemini, Sonangol Libongos, Valaris DS-09, Sonangol Quenguela, Transocean Skyros, Valaris DS 12 e Sapem 12000), uma (1) sonda semi sub (Scarabeo 9), uma (1) Sonda Jack Up Shelf Drilling Tenaciou, um (1) Tender SKD Jaya, uma (1) Tension Leg Platform TLP-A, uma (1) sonda em terra FALCON HP-1000 e um (1) barco de intervenção (LWIV – African Inspiration). Foram realizados trabalhos em vinte e três (23) poços, sendo seis (6) operações de intervenções, catorze (14) operações de perfuração/completação, dois (2) de pesquisa e um (1) de avaliação perfazendo um total de perfuração de 15 667 metros.

A ANPG avança ainda que foram concluídas três (3) intervenções em poços productores.