Connect with us

Politica

Angola quer partilha da literatura da comunidade nas escolas da CPLP

Published

on

O Ministério da Educação apresentou à Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) uma proposta de projecto de livro digital para o Ensino Primário e do Glossário da Educação, bem como de formação para as escolas da comunidade, para uma maior divulgação da literatura dos Estados Membros nas escolas.

A intenção foi demonstrada, nesta quarta-feira, 18, pelo Secretário de Estado para o Ensino Secundário, Gildo Matias José, na XI Reunião de Ministros da Educação da CPLP, em que participou em representação da ministra da Educação, Luísa Grilo, durante a qual partilhou igualmente, a experiência de Angola sobre o reinício e a continuidade das aulas de forma segura em tempo de pandemia da covid-19.

De acordo com o comunicado final da reunião, enviado à redacção do Correio da Kianda, o responsável destacou também “o crescimento substancial de efectivos escolares por via do aumento de infra-estruturas escolares e da admissão de novos professores, entre 2016 a 2020” em Angola, “o que permitiu continuar com a universalização do Ensino Geral e a revitalização do Ensino e da Formação Técnico-Profissional”.

A reunião, que esteve subordinada ao tema “A Educação nos Estados Membros da CPLP e o Contexto da Pandemia da covid-19”, foi presidida pelo chefe de Estado de Cabo Verde. Contou igualmente com a intervenção do Secretário Executivo da CPLP, Embaixador Francisco Ribeiro Telles, e da Directora-Geral Adjunta da UNESCO, Stefania Giannini.

No final da reunião foi aprovada uma declaração final que, dentre outras deliberações, determinou a conclusão do Plano Estratégico e respectivo Plano de Acção de Cooperação no domínio da Educação da CPLP (2021-2026), a ser aprovado numa Reunião Extraordinária de Ministros da Educação. De sublinhar que, a partir do segundo semestre de 2021, a ministra da Educação de Angola assumirá a presidência da reunião de Ministros da Educação da CPLP, no quadro da presidência rotativa naquele organismo internacional lusófono.

ONU vai disponibilizar materiais em português para a CPLP