Connect with us

Politica

Angola quer novos quadros de cooperação com Portugal

Published

on

O ministro das Relações Exteriores, Tėte António, manifestou esta terça-feira, a necessidade dos governos angolano e de Portugal traçarem um novo quadro de prioridades estratégicas para impulsionar o reforço das relações empresariais e institucionais.

Ao falar na III Sessão da Comissão Mista Bilateral Intergovernamental Angolana-Portuguesa, o ministro, citado pela Angop, disse ser necessário alargar os domínios da cooperação, elevar o nível e o enquadramento institucional para o incremento de investimentos angolanos em Portugal e vice-versa.

Augurou que a relação de trabalho entre as partes permita a definição de metas concretas a alcançar, em alinhamento com a nova dinâmica de cooperação desejada.

Para o chefe da diplomacia angolana, ė necessário que os dois países trabalhem no sentido de fortalecer as relações bilaterais e multilaterais quer no âmbito político-diplomático quer económico, financeiro e cultural.

Conforme o ministro, nessa III Sessão da Comissão Mista Intergovernamental as partes são chamadas a trabalhar para identificar novas áreas de cooperação de interesse mutuamente vantajosas.

Tėte António disse estar convicto que o estabelecimento de Acordos em domínios concretos facilitará, de um modo geral, a cooperação multifacetada entre Angola e Portugal.

O governante, que considerou excelentes e promissoras as relações entre os dois países, augurou que os objectivos traçados nos diferentes domínios entre os dois governos sejam convertidos em resultados concretos e satisfatórios em prol dos dois povos e países.

Lembrou, por outro lado, que o Governo angolano está engajado na busca de soluções para os problemas regionais e internacionais, bem como na resolução de conflitos em África e não só.

Tėte António reconheceu que os líderes africanos têm envidado esforços e tomado medidas corajosas para promover o progresso social e económico das populações através de investimentos nas suas instituições e no capital humano.

Colunistas