Connect with us

Tecnologia

“Angola precisa pensar na formação de quadros técnicos”, apela responsável do INATEL

Published

on

“Angola precisa pensar na formação de quadros mais práticos. Mestrados, Doutoramento são importantes quando você olha para parte de pesquisa cientifica, pesquisa académica. O país precisa de quadros técnicos”, apelou esta quinta-feira, 15, o responsável do Instituto Nacional de Telecomunicações do Brasil, Leonardo Maia, à margem da visita efectuada ao Instituto de Telecomunicações de Angola (ITEL), onde anunciou a formação de quadros angolanos a partir deste ano, em curso de pós-graduação na área de tecnologia pelo INATEL.

Falando à imprensa no final de uma visita ao Instituto de Telecomunicações de Angola (ITEL), o responsável do INATEL, fez saber que esta formação enquadra-se na renovação, recente, do protocolo de cooperação entre o INATEL e o Ministério das Telecomunicações, Tecnologias de Informação e Comunicação Social (MINTTICS), no quadro da realização do Angotic 2023.

Referiu o responsável do INATEL para questões internacionais, que se encontra em Angola, que o acordo, sem horizonte temporal e número exacto de pessoas a serem formadas, irá, num primeiro momento, decorrer em Angola com duas turmas em pós-graduação de 30 a 40 alunos licenciados preferencialmente na área de tecnologia, com professores brasileiros e angolanos formados no Brasil.

Destacou o responsável brasileiro que, no quadro do primeiro acordo assinado, o Inatel já formou 50 estudantes que se encontram já em Angola e colocados, na sua maioria,  no INACOM, estando outros angolanos no Brasil, a frequentar cursos de mestrado e doutoramento em Telecomunicações.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *