Connect with us

Politica

Angola precisa de USD 44 mil milhões para estimular agenda de crescimento verde

Published

on

“Angola tem necessidades de financiamento climático de 44 mil milhões de dólares para 2021-2025 para estimular a sua agenda de crescimento verde”, disse este sábado, 02, na cidade do Dubai, o Presidente da República, João Lourenço, durante a reunião de alto nível sobre a Iniciativa da Grande Muralha Verde da África Austral, que dirigiu enquanto Presidente em Exercício da SADC.

Sob o lema “Ampliando uma ambição africana para resolver as questões mais prementes do mundo”, a iniciativa da SADC foi aprovada pela reunião dos ministros do Ambiente e dos Recursos Naturais da região em 2015, recordou o presidente João Lourenço, numa intervenção feita na abertura da reunião.

“Na mesma ocasião, o presidente pro tempore da SADC referiu que um estudo panorâmico do financiamento climático em África estima que o continente necessita de 277 mil milhões anualmente para implementar as suas contribuições nacionais determinadas e cumprir as metas climáticas para 2030″, disse, João Lourenço, conforme destacado pela página da Presidência da República.

Entretanto, para o Chefe de Estado angolano, esses “277 mil milhões de dólares indicativos para a implementação da Iniciativa da Grande Muralha Verde da SADC não estão nem perto das necessidades de financiamento na região, portanto precisamos de aumentar o nosso orçamento”, ressaltou.