Connect with us

Economia

Angola precisa de 364 mil milhões de euros para investimentos em infra-estruturas

Published

on

Angola necessita realizar investimentos em infra-estruturas avaliados em 364 mil milhões euros. Mas ao actual ritmo, o investimento deve ser de aproximadamente 267 mil milhões de euros, deixando um gap de financiamento de 97 mil milhões. A revelação é do Secretário de Estado para a Economia, quando intervinha, nesta quarta-feira, em Luanda, no fórum Mercado de Capitais.

Mário João, que dissertou sobre o tema “PPPs e o Mercado de Capitais – Uma opção de financiamento de infra-estruturas em Angola”, fez uma comparação do sector sobre o sector.

Fez saber que os estudos internacionais reconhecem que o fornecimento adequado de serviços de infra-estruturas é um ingrediente essencial para o desenvolvimento económico e social.

O Executivo aprovou um Programa Operacional para Preparação de PPP, primeira vaga de 41 projectos, até Dezembro de 2021, dos quais 29 para infra-estruturas e transportes, seis para o sector agro-industrial, enquanto quatro para o sector social e dois na habitação.

Em termos de distribuição territorial, Luanda tem 13 projectos. A província do Zaire tem cinco projectos, Moxico tem três. Huambo, Cunene e Cuando Cubango têm cada três projectos. Namibe e Lunda Sul têm dois cada. As províncias do Uíge, Malange, Cuanza Norte, Bié e Benguela têm todos cada um projetos.

Entretanto, de acordo com o Secretário de Estado, as províncias de Cabinda, Lunda Norte e Huíla não têm nenhum projecto no programa operacional para a preparação de PPP até ao final deste ano.

Para o bem-estar das populações disse que as infra-estruturas económicas e sociais são fundamentais para a melhoria das condições de vida da população, tendo apontado a melhoria da qualidade e quantidade de infraestruturas, saúde e educação de qualidade. outro ponto apontado pelo governante para a diversificação e internacionalização da economia angolana é emprego e crescimento económico bem como a erradicação da pobreza.

Disse ainda que com vista a acompanhar o rápido crescimento demográfico, os países devem fazer maior investimento em infraestruturas para atingir os ODS.

A nível de África, a necessidade de investimento é de 6040 ao passo que as projecções apontam, de acordo com o governante, é de 4250 mil milhões de dólares. Na distribuição por área, a electricidade precisa de 250 mil milhões de dólares, a água é de 300 mil milhões, 800 mil milhões nas estradas. As telecomunicações precisam de um investimento de 310 mil milhões, os portos 30 mil milhões. Para os caminhos de ferro apontou uma necessidade de 80 mil milhões, enquanto que os aeroportos precisam de 20.

Colunistas