Connect with us

Economia

Angola oferece oportunidades para empresas de produção de diamantes

Published

on

O ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Diamantino Azevedo, disse, nesta quinta-feira, 01, que Angola está a oferecer oportunidades de investimento para empresas de produção de diamantes, a sua instalação e geração de empregos em Angola.

Diamantino Azevedo fez esta afirmação, ontem, durante o discurso de abertura do webinar sobre diamantes: “assim, estamos também a convidar empresas de serviços aliadas a instalarem escritórios no nosso país, como as empresas concorrentes de diamantes, de tecnologia e maquinaria para o corte e polimento”.

O governante afirmou também que o Governo decidiu atrair entidades privadas para investirem na cadeia de valor do diamante angolano. Como primeiro passo, “estamos prestes a lançar o Saurimo Diamond Development Hub, previsto para acontecer durante o segundo semestre de 2021. Estamos a começar com quatro novas fábricas de corte e polimento da pedra preciosa. Há espaço para mais fábricas neste projecto”.

Diamantino Azevedo assegurou que “além disso, a próxima Bolsa de Diamante de Angola, que deverá iniciar a sua operação em breve, bem como o lançamento da Angola International Diamond Conference (AIDC) – 2021, a realizar-se em Saurimo, durante o último trimestre deste ano, são alguns dos muitos eventos a ter lugar em 2021, de acordo com o nosso Calendário de Negócios”.

“A este respeito, iremos também nos concentrar no fortalecimento das relações entre Angola e outros importantes centros diamantíferos, como Dubai, Mumbai, Antuérpia e Israel”, rematou o ministro.

Durante a conferência, estiveram também em discussão os pontos sobre o Pólo de Desenvolvimento de Saurimo – Oportunidades: progresso e características, Bolsa de Diamantes de Angola – Perspectivas e Oportunidades, Vantagens e benefícios para os investidores de se associar ao crescimento do subsector diamantífero de Angola, Tributação e benfeitores, infraestruturas e incentivos.

Participaram do webinar, o Secretário dos Recursos Minerais, PCA do IGEO, ANRM, SODIAM, ENDIAMA, consultores, peritos do sector e 366 internautas de 24 países.