Connect with us

Migração

Angola liberta 23 guineenses detidos por falta de documentos

Published

on

Pelo menos 23 cidadãos da Guiné-Bissau que estavam detidos em Angola por falta de documentação de residência, foram restituídos à liberdade e vão ser legalizados, segundo o embaixador guineense, Apolinário Mendes de Carvalho.

Segundo escreve o Jornal de Angola, que cita como uma fonte a Lusa, que contactou via telefone a partir de Bissau, o embaixador guineense em Angola,  afirmou o diplomata  que aqueles cidadãos do seu país estavam detidos, há vários meses, aguardando ordens de expulsão, após terem sido apanhados pelas autoridades angolanas sem documentação de residência.

“São pessoas que não cometeram crimes, mas que estavam em situação de irregularidade administrativa em Angola. Estavam com processos de expulsão que deveriam ocorrer à custa do infractor”, observou Apolinário Mendes de Carvalho.

Por decisão do Presidente da República, João Lourenço, a ordem de expulsão dos 23 guineenses foi revertida e vão ainda poder beneficiar do processo de legalização, precisou Apolinário Mendes de Carvalho.