Connect with us

Economia

Angola gastou quase USD 770 milhões com importação de combustíveis líquidos

Published

on

Angola gastou só no primeiro trimestre de deste ano cerca de 769 milhões de dólares norte-americanos com importação de combustíveis líquidos.

Um total de 769 milhões de dólares norte-americanos é o valor que o Executivo angolano gastou na importação de combustíveis líquidos durante o primeiro trimestre deste ano.

Os dados foram revelados esta segunda -feira, 29, pelo Director Geral do Instituto Regulador dos Derivados do Petróleo, Luís Fernandes, à margem da apresentação do balanço da actividade do primeiro trimestre das empresas que actuam no sector petrolífero.

Na ocasião, o responsável daquela instituição fez saber, por outro lado, que durante os primeiros três meses deste ano foram adquiridos para comercialização um milhão, duzentos e trinta mil, seiscentos e vinte três toneladas métricas de combustíveis líquidos, dos quais, cerca de 51,3% corresponde ao gasóleo, 35,5%, gasolina, 7,7% ao fuel oil, 4,5 ao Jet A1, 0,7% ao petróleo iluminado.

Quanto à origem das referidas aquisições dos combustíveis líquidos, 26,7 por cento foram provenientes da refinaria de Luanda, 0,2 por cento da Cabgoc-Topping de Cabinda e 73,1 por cento da importância.

Luís Fernandes sustentou que as quantidades adquiridas no período em análise representam uma redução de aproximadamente 21% em relação ao trimestre anterior.

O titular da pasta daquela instituição, salientou ainda que o país contou com uma capacidade instalada de armazenamento de combustíveis líquidos em terra de 675.968 (seiscentos e setenta cinco mil e novecentos sessenta e oito) metros cúbicos.