Connect with us

Economia

Angola gasta por mês 200 milhões de dólares na importação produtos

Published

on

O Ministro de Estado para a Coordenação Económica diz não ser justificável que Angola continue a gastar 200 milhões de dólares todos os meses para importação de produtos provenientes dos EUA, nomeadamente o açúcar, arroz, carnes de frango e óleo alimentar.

José de Lima Massano, que falava na que falava na abertura do terceiro fórum sobre as projecções económicas para 2024, disse que se Angola continua a depender de factores externos para obter bens alimentares, será uma situação perpetuante, e defende medidas para se ultrapassar a situação.

O ministro disse ainda que a partir do próximo mês de Junho, os angolanos vão começar a sentir o impacto no preço dos produtos alimentares, fruto dos investimentos realizados no ano passado.

José Massano, acredita que o país tem todos os recursos disponíveis, entre terras aráveis, água, capacidade financeira e capital humano para continuar ainda a depender das importações, particularmente alimentar.

Ao participar do painel sobre as perspectivas económicas de Angola para 2024, a Ministra das Finanças, Vera Daves, revelou que dos mais de 200 mil milhões de kwanzas previstos para pagar dívida atrasada este ano, já foram disponibilizados mais de cem mil milhões de kwanzas.

Colunistas