Connect with us

Angola que dá certo

Seguros: agricultores ganham garantias de crédito bancário para agro-negócio

Published

on

Uma nova seguradora, foi criada esta semana, com objectivo de atender o segmento do agro-negócio, para ajudar os bancos a ter garantias do seu investimento ao atribuir crédito aos agricultores.

Trata-se da Viva Seguros, que entra no mercado financeiro angolano com um portfólio de apoio ao agro-negócio e ao fomento da agricultura familiar e em larga escala.

O Presidente da Comissão Executiva da seguradora (PCE), Damien Veerapatren, afirmou, a margem do seu lançamento, que a visão da Viva Seguros é apoiar o sistema bancário, assumindo parte “significativa do risco de crédito ao sector produtivo”, para garantir às instituições bancárias a estarem “mais tranquilas” na disponibilização de crédito.

“Essa é a nossa proposta de grande valor para o mercado. É impossível reduzir a zero o risco nessa cadeia, mas vamos reduzir significativamente para um nível razoável, para os bancos aceitarem apoiar esse sector”, garantiu o gestor.

Damien Veerapatren afirmou mesmo que a primazia será o sector produtivo do agro-negócio, não descartando, entretanto, a literacia financeira virada para os produtores que se dedicam à agricultura de pequena e larga escala, por entender que estas “precisam de dinheiro e se vêem bloqueados devido aos riscos do negócio”.

O PCE disse ainda que a seguradora vem responder uma carência no mercado de seguro, sobre a falta de garantias para a viabilidade do crédito ao sector agrícola devido à inexistência de seguro para actividade.

“Com a inclusão da mesma, os pequenos produtores e os empresários que desenvolvem trabalhos na área da agricultura em larga escala, passam a contar com uma nova forma de proteger os seus negócios, já que a Viva assume-se como o novo amigo dos operadores da actividade agrícola”, afirmou o responsável.