Connect with us

Economia

Angola e Ruanda assinam acordo para facilitar realização de negócios

Redação

Published

on

A Agência de Investimento Privado e Promoção das Exportações (AIPEX) e o Conselho de Desenvolvimento de Ruanda (RDB) assinaram hoje um memorando de entendimento para facilitar as acções de investimentos e realização de negócios entre angolanos e ruandeses.

O acto, formalizado no “I Fórum de Negócios Angola/Ruanda”, realizado em vídeo-conferência no Ministério das Relações Exteriores, foi assinado pelo presidente do Conselho de Administração da AIPEX, António Henriques da Silva, pela directora executiva da RDB do Ruanda, Clare Akamanzi.

Durante o fórum, em que as partes apresentaram as oportunidades de investimentos nos dois países, António Henriques da Silva disse que Angola tem um grande potencial no domínio turístico e está apostada na diversificação da economia não petrolífera, relançando, entre outros, os sectores da indústria e da agricultura.

Falou também dos esforços do Governo na melhoria do ambiente de negócio e de investimento, da estabilidade política do país e de um mercado nacional de cerca de 30 milhões de consumidores, assim como do regional (SADC) que ronda os 210 milhões de habitantes.

Em relação ao Ruanda, a chefe da RDB, Clare Akamanzi, afirmou que o seu país é o que mais cresce em África. O sector das tecnologias de informação e comunicação, disse, cresce, anualmente, desde 2006, a volta de 700 milhões de dólares, e espera atingir USD 5 biliões, em 2025.

“O país oferece várias oportunidades de negócios no sector industrial e do agronegócio bem como nas áreas da agricultura e pecuária”, informou a responsável ruandesa.

O Ruanda detém um investimento de USD 2,295 milhões em Angola, nos domínios do comércio (1996) e da indústria (2019).

O primeiro fórum empresarial entre Angola e Ruanda contou com a intervenção, na abertura, do ministro das Relações Exteriores de Angola, Tete António, que manifestou, na ocasião, o apoio a essa iniciativa e outras em prol do desenvolvimento sustentável de ambos países.

Disse também esperar que os técnicos da AIPEX e da RDB disponibilizem aos empresários e a todos os participantes a informação relativa aos mecanismos e requisitos indispensáveis para empreender acções de investimentos e realização de negócios nos dois Estados

Relações Angola e Ruanda

Angola e Ruanda estabeleceram relações diplomáticas em 20202 e a base jurídico-legal de cooperação económica e técnica foi definida apenas a 15 de Maio de 2014, altura em que foram celebrados o Acordo Quadro de Cooperação e outros instrumentos jurídicos que constituem o suporte legal para as acções de cooperação.

Ruanda abriu a sua primeira embaixada em Angola em 2015 e nomeou, nessa altura, o embaixador Extraordinário e Plenipotenciário Residente em 2018 e abriu a embaixada, em Março de 2019.

 A 26 d Agosto de 2020, o Executivo Angolano aprovou o “Acordo Quadro de Cooperação”, sobre a “Criação da Comissão Bilateral”,  e o” Memorando de Entendimento sobre as Consultas Políticas” assinados em 2014 pelos respectivos ministros da Relações Exteriores e dos Negócios Estrangeiros e Cooperação Internacional.

Estes instrumentos vão legitimar todo exercício da acção de cooperação bilateral.

Por Angop 

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (23)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (78)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (15)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

© 2017 - 2020 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD