Connect with us

Mercados

Angola e Brasil reforçam cooperação no domínio dos hidrocarbonetos

Published

on

A Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANPG) assinou nesta quarta-feira, 28 de Setembro, com a sua congénere do Brasil, a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), um acordo de cooperação para programas de regulação e fiscalização de actividades de exploração, desenvolvimento e produção. A assinatura aconteceu durante a Conferência Rio Oil & Gas que se realiza no Rio de Janeiro, Brasil.

O acordo rubricado pelo Presidente do Conselho de Administração (PCA) da ANPG, Paulino Jerónimo e o Director Geral da ANP, Rodolfo Henrique de Saboia, terá vigência de cinco anos, e tem por objectivo estabelecer uma cooperação nos domínios da promoção técnica para o fortalecimento da indústria de petróleo e gás, bem como a transferência de conhecimentos relacionados com as normas técnicas e as boas práticas da indústria petrolífera.

Para Paulino Jerónimo, este é um momento importante, que oficializa uma relação de mais de três anos com a ANP. Evidencia a experiência da agência congênere e a relação de irmandade entre os povos angolano e brasileiro, “um dos pontos que queremos reforçar é o nosso quadro regulatório, queremos ganhar esta experiência que a ANP tem. A relação entre Angola e Brasil é transcendental, e este acordo vem apenas reforçar o compromisso entre os governos em cimentar a relação no domínio dos hidrocarbonetos”.

Já Rodolfo de Saboia apela à relevância do acordo, que considera muito promissor. Salienta igualmente a relação de irmandade entre os povos, “a importância deste acordo transcende o interesse de ambos os países na exploração dos seus recursos naturais e hidrocarbonetos. Brasil e Angola têm um passado em comum, uma cultura próxima com a mesma origem e um sentimento de irmandade muito próximo. Ele se estende além destas actividades económicas mas é nela que nós esperamos alcançar uma proximidade ainda maior entre os dois países, com essa mútua troca de experiência e conhecimento que cada um dos países pode oferecer.”

A cooperação, objecto do acordo, será realizada por meio do intercâmbio periódico de informação e experiências, da realização de estudos e investigação conjunta, bem como a formação e capacitação de recursos humanos.

Recorde-se que a ANPG participa no Rio Oil & Gas, de 26 a 29 de Setembro, com uma delegação chefiada pelo seu PCA e composta por Administradores, Directores e técnicos, com um stand onde promove o potencial petrolífero angolano.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *