Connect with us

Politica

Angola e Bélgica analisam cooperação bilateral

Published

on

Angola e o Reino da Bélgica analisaram esta quarta-feira, 01, o estado da cooperação bilateral, num encontro entre os ministros angolano das Relações Exteriores, Téte António, e belga dos Negócios Estrangeiros, Hadja Lahbib.

Durante uma audiência, em Luanda, os dois interlocutores abordaram de forma específica o reforço da cooperação nos domínios político, económico, energético, dos transportes, desminagem, mineiro e portuário.

O encontro, de acordo com a Agência Angola Press, serviu também para as duas entidades falarem sobre o funcionamento da Comissão Mista e passarem em revista de questões da actualidade regional e internacional.

O ministro Téte António afirmou, durante a reunião, que o encontro constitui uma oportunidade para as partes avaliarem os resultados da cooperação e identificarem caminhos para ultrapassar eventuais constrangimentos.

Quanto à Comissão Mista, o chefe da diplomacia angolana sublinhou o facto de contribuir na promoção do diálogo político sobre questões internacionais e na criação de condições para o aprofundamento da cooperação.

Na ocasião, Hadja Lahbib, que é ministra dos Negócios Estrangeiros, dos Assuntos Europeus e do Comércio Externo e das Instituições Culturais do Reino da Bélgica, enalteceu o papel de Angola em prol da pacificação da República Democrática do Congo (RDC) e Ruanda.

Na sua intervenção, a governante lembrou a assinatura do memorando sobre consultas políticas, rubricado em 2018, em Bruxelas, na Bélgica.

A ministra Hadja Lahbib está em Luanda, desde terça-feira (31), a convite do ministro angolano das Relações Exteriores, Téte António, para uma visita de trabalho de 72 horas a Angola.

O programa da visita de trabalho da governante belga prevê um encontro com o Chefe de Estado angolano, João Lourenço.

As relações políticas, diplomáticas e de cooperação entre Angola e a Bélgica datam de 1979. Foram formalizadas em 1983 com a assinatura do Acordo de Cooperação Económica, Técnica, Científica e Cultural.