Connect with us

Politica

Angola assume presidência rotativa da SADC no dia 17 de Agosto

Published

on

Angola vai assumir a presidência rotativa da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC), dia 17 de Agosto, na 43ª cimeira dos Chefes de Estado e de Governo dos países da organização, evento que arranca hoje, em Luanda.

Para este ano, a cimeira terá como lema “Capital humano e financeiro, principais factores para a industrialização sustentável da região”.

O evento reserva ainda para o dia 8, a passagem da presidência do Comité Permanente de Altos funcionários da SADC, do presidente em exercício do órgão, o embaixador Songhu Kayumba Donatien, da República Democrática do Congo, para o novo representante máximo do órgão, o embaixador angolano Nazaré José Salvador, director do gabinete da SADC em Angola.

De recordar, que no âmbito desta 43ª cimeira de Chefes de Estado e de Governos da SADC, que Luanda acolhe nesta segunda-feira, 7, a embaixadora de moçambique em angola, Osvalda Joana, garantiu, recentemente, em conferência de imprensa que, o estudo e a ratificação do acordo, pelos Estados-membros, constitui condição indispensável para a efectivação da pretensão.

A diplomata, disse ainda que, é necessário avaliar os prós e contras, as vantagens e os procedimentos mais adequados para a implementação de uma moeda única na comunidade de países mais ao Sul de África.

“Não podemos nos precipitar e implementar antes de avaliar os prós e contras, as vantagens e os procedimentos mais adequados e ver qual a moeda que vai ser estabelecida e quando é que vai entrar em vigor”, indicou, Osvalda Joana.

Sobre a implementação de moeda única na região, a SADC já previu metas, resultados e impacto e desafios.

De acordo com o Quadro de Implementação do Plano Estratégico Indicativo de Desenvolvimento Regional, 2018 era o prazo definido para o alcance deste marco, isto é, da efectivação da moeda única.

Dados da SADC referem que a etapa final no processo de aprofundamento da integração económica regional na SADC é a implementação de uma moeda única, que estabelecerá a região como uma União Económica.

Quanto aos resultados e impacto da implementação de uma moeda única, refere-se que, embora a data prevista para o lançamento de uma Moeda Única esteja a vários anos da sua concretização, o Comité Director dos Sistemas de Pagamento da SADC desenvolveu uma proposta para o estabelecimento de um sistema destinado a facilitar a liquidação e o pagamento transfronteiriço.

Estatísticas indicam que, até 2019, a comunidade tinha uma população estimada em 366 milhões de habitantes e o total do comércio de mercadorias intra- SADC estimou-se em 58.745 milhões em 2020.

Os principais objectivos da SADC são alcançar o desenvolvimento, a paz e a segurança, o crescimento económico, reduzir a pobreza, elevar o nível e a qualidade de vida das populações da África Austral, e apoiar as camadas sociais desfavorecidas mediante a integração regional, assente nos princípios democráticos e no desenvolvimento equitativo e sustentável.

A Comunidade de Desenvolvimento da África Austral (SADC) foi criada em 1992 para incentivar as relações comerciais entre seus 16 países membros e tem sua sede em Gaberone.

Integram a orgranização Botswana, África do Sul, Angola, Botswana, Comores, República Democrática do Congo, Lesoto, Madagáscar, Malawi, Maurícias, Moçambique, Namíbia, Seicheles, Eswatíni, Tanzânia, Zâmbia e Zimbábwe.

Colunistas