Connect with us

Desporto

Analista acredita na breve reintegração do COA a Agência Mundial Antidopagem

Published

on

O comentador desportivo José Paulino Zinga acredita na breve reintegração do Comité Olímpico Angolano (COA) à Agência Mundial Antidopagem (WADA).

Falando em torno da retirada do Comité Olímpico Angolano, por incumprimento dos prazos para adequar a lei desportiva aos estatutos daquela organização internacional, disse esperar que a lei desportiva angolana seja promulgada para que esteja em conformidade com os estatutos da organização de cúpula da luta antidopagem.

Com esta suspensão, a bandeira de Angola não poderá ser hasteada em competições internacionais, além de o COA ficar impedido de acolher ou organizar quaisquer eventos, além de os seus representantes serem inelegíveis para cargos na AMA.

Por sua vez, o Presidente do Comité Olímpico Angolano, Gustavo Lima, pede sensibilidade dos parlamentares para despacharem este diploma legal.

Tudo acontece há poucos meses da realização dos Jogos Olímpicos Paris 2024, para os quais Angola já garantiu o apuramento nas modalidades de andebol, em seniores femininos, remo, com o atleta André Matias, e canoagem, com Manuel António e Benilson Sanda.

Durante a discussão e aprovação da Lei Anti-doping na generalidade, os deputados destacaram a necessidade de o diploma sair do hemiciclo em conformidade com os estatutos da AMA.

A suspensão prolongar-se-á até que a lei desportiva angolana esteja em conformidade com os estatutos da AMA, que poderá então depois reintegrar o COA.

Anti-doping: Angola suspensa de competições do Comité Olímpico Internacional

Formado em radiojornalismo, com passagem por órgãos de comunicação social públicos e privados. Possui formação internacional em Comunicação e Multimedia. Estudante do curso superior de Gestão/Comunicação e Marketing.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *