" />
Conecte-se agora

Politica

Ana Gomes: “Acho bem que João Lourenço venha a Portugal recuperar capitais, mas Portugal também tem de recuperar o que perdeu no BES Angola”

Em reação à notícia da VISÃO sobre os 3 mil milhões de euros que Portugal perdeu para Angola através do BES Angola, a eurodeputada diz: “Foi um golpe, perpetrado pelos mesmos irmãos Metralha do costume.” Já pediu esclarecimentos à Comissão Europeia e ao Banco Central Europeu

Redação

Publicados

on

- Ana gomes  - Ana Gomes: “Acho bem que João Lourenço venha a Portugal recuperar capitais, mas Portugal também tem de recuperar o que perdeu no BES Angola”

Ana Gomes pediu esclarecimentos em janeiro à Comissão Europeia e ao Banco Central Europeu (BCE) sobre “os ativos” que ficaram no Banco Espírito Santo (BES) Angola, hoje transformado em Banco Económico – e que estiveram na base do artigo de capa desta semana da VISÃO sobre como Angola tirou 3 mil milhões de euros aos portugueses através do BES Angola (BESA). Em conversa com a VISÃO, diz que continuará a lutar por esclarecimentos das instituições porque o que resultou da transformação do BESA em Banco Económico “é um buracão que todos os cidadãos portugueses estão a pagar”: “Acho inacreditável que ninguém tenha feito nada, que o Novo Banco e o Banco de Portugal não façam nada para recuperar estes ativos.”

Uma investigação da VISÃO revelou que, em outubro de 2014, o BES e o Novo Banco perderam em conjunto mais de 3 mil milhões de euros numa assembleia-geral em que o BES, até então acionista maioritário do banco, viu o seu capital reduzido a zero (embora a sua representante tenha sido impedida de participar nessa reunião) e em que os representantes do Novo Banco aceitaram reduzir 80% da dívida do BESA ao antigo BES relativamente a financiamentos que o BES de Portugal dera nos últimos anos à sua filial em Luanda. A operação contabilística foi montada de forma a absorver alegados prejuízos do BESA. No entanto, os relatórios que calcularam esses prejuízos nunca foram divulgados, permanecendo secretos até hoje. E ao aceitar aqueles cálculos sem questionar, o BES e o Novo Banco perderam em conjunto mais de 3 mil milhões de euros.

Sobre tudo isto, Ana Gomes fala de “um golpe, perpetrado pelos mesmos Irmãos Metralha do costume”, alguns deles com “ligações a bancos em Portugal” (é assim conhecido em Angola o trio mais próximo do ex-presidente José Eduardo dos Santos: Manuel Vicente, general “Dino” e general “Kopelipa”). A eurodeputada eleita pelo Partido Socialista para o Parlamento Europeu vai mais longe e diz: “Acho muito bem que o presidente de Angola (João Lourenço) venha a Portugal tentar recuperar capitais angolanos, mas Portugal também tem de recuperar o que ficou lá no BES Angola.”

Ana Gomes conta que teve conhecimento do que em parte se passara no BESA quando foi a Luanda, em novembro passado: “O autocarro que me transportou do avião para o aeroporto tinha lá um anúncio do Banco Económico. Perguntei logo o que era, e disseram-me: é o antigo BESA, os donos são os mesmos, houve ali um golpe.” Desde então tem perguntado a várias instituições “o que foi feito para que Portugal recupere” o que perdeu em Angola. Porque até hoje estranha que “o Novo Banco tenha participado naquela assembleia-geral sem questionar”, que “o Novo Banco e o Banco de Portugal não tenham feito nada para recuperar estes ativos”. “Em Espanha, até o Mourinho e o Ronaldo são condenados, aqui nada acontece”, diz Ana Gomes.

No trabalho publicado esta semana na VISÃO, também Álvaro Sobrinho, ex-presidente do BES Angola que tem sido responsabilizado desde 2013 pela falência do banco, fala pela primeira vez em Portugal sobre a sua gestão e sobre o fim daquela instituição financeira. Acusa os acionistas angolanos do banco de serem os principais devedores e fala de um plano montado ao mais alto nível, com a conivência do Banco Nacional de Angola (BNA), para tomarem de assalto aquele que era o único banco privado que não controlariam e evitarem pagar uma dívida a Portugal.

 

SÍLVIA CANECO / VISÃO

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Publicidade

Colunistas

Ana Margoso
Ana Margoso (9)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (191)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (5)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (10)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (12)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (46)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (9)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (4)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação

© 2016 - 2018 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD