Conecte-se agora

Desporto

Alves Simões promete levar Ákwa às barras do Tribunal

Redação

Publicados

on

alves simões promete levar Ákwa às barras do tribunal - Alves Sim  es 1 - Alves Simões promete levar Ákwa às barras do Tribunal

Alves Simões promete levar Ákwa às barras do Tribunal

O presidente do Interclube, Alves Simões, prometeu ontem, segunda-feira, em Luanda, levar às barras do  tribunal o antigo capitão da selecção nacional de futebol Alcibíades Maieco “Akwá”, por este o ter acusado de se apropriar de 260 mil dólares, para pagamento da dívida aplicada pela FIFA.

Alves Simões, falava em conferência de imprensa para reagir as acusações feitas por Akwá, na última semana, à Rádio Despertar, segundo as quais ele, na altura coordenador das selecções nacionais, teria desviado o dinheiro disponibilizado em 2009.

Akwá desafia mesmo o actual presidente do Interclube a provar o contrário sobre o destino dado aos valores. Alves Simões disse que em momento algum teve contacto com verbas em 2009 enquanto coordenador das selecções nacionais. Apesar de nunca ter contacto directo com valores monetários, o dirigente desportivo disse tudo quando sabe é que, dos dinheiros disponibilizados para as selecções nacionais, nada constava para pagar a dívida contraída por Akwá.

Reiterou ser uma acusação falsa, que não deve ser aceite de ânimo leve. “O meu bom nome foi lesado tal como da minha família, por isso o caso vai a tribunal”, disse. Por conta desta dívida, o antigo “camisola 10” da selecção nacional viu-se obrigado a encerrar a sua carreira aos 30 anos e está impedido de exercer qualquer função no dirigismo desportivo federado.

Em Novembro de 2018, o Ministério da Juventude e Desporto criou um grupo de trabalho que visa encontrar mecanismos para liquidar a multa imposta ao autor do único golo que apurou, pela primeira vez, Angola num campeonato do mundo de futebol, em 2006, na Alemanha. A multa do antigo capitão da selecção nacional foi aplicada pelo órgão reitor do futebol mundial, na sequência de um diferendo com o clube Qatar SC, por causa da sua ausência para representar a selecção nacional.

Akwá começou a carreira profissional em 1992, no Nacional de Benguela, e passou em equipas portuguesas como Sport Lisboa e Benfica, Alverca e Académica de Coimbra. Além do Qatar SC, jogou também, naquele país, pelo Al-Wakra e Al-Gharafa. O atleta encerrou a carreira no Petro de Luanda, em 2008.

 

C/ Angop

 

Alves Simões promete levar Ákwa às barras do Tribunal

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Publicidade

Colunistas

Ana Margoso
Ana Margoso (14)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (268)

Editor

Diavita Alexandre Jorge
Diavita Alexandre Jorge (12)

Politologo

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (16)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (17)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (65)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (7)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação