Connect with us

Angola que dá certo

Agricultores de Cabinda recebem carrinhas para escoamento de produtos do campo

Published

on

Mais de sessenta operadores agrícolas na província de Cabinda receberam, nesta quarta-feira, 15, meios rolantes destinados ao escoamento de bens do campo para os grandes centros de consumo. Coube ao ministro da Indústria e Comércio, Victor Fernandes, a entrega das carrinhas e motorizadas aos agricultores.

São no total 20 carrinhas da marca Volkswagen e 40 motorizadas de três rodas que os agricultores de Cabinda receberam nesta quarta-feira, compradas a preço subvencionado pelo Estado, mediante contrato.

O preço global das carrinhas é de 38 milhões de Kwanzas, sendo que os operadores de transportes contemplados vão pagar até nove milhões de Kwanzas, em quatro anos, desembolsando 200 mil Kwanzas mensalmente, e o resto do valor é subvencionado pelo Estado.

O contrato assinado no momento de recepção das carrinhas prevê um período de carência de três meses de carência e abono de um ano abono de seguro.

Ao discursar na cerimónia de entrega, o ministro Victor Fernandes referiu que os meios entregues “irão contribuir significativamente para estimular os níveis de produção desejados, a multiplicação dos postos de trabalho nas zonas rurais e urbanas e o aumento da renda das famílias angolanas”.

As motorizadas de três rodas, de acordo com o governante, servirão para o transporte de carga diversa em zonas de difícil acesso, um projecto que vai abranger todas as províncias do país, contribuindo assim para pouco mais de dois mil empregos directos à Juventude.

O ministro da Indústria e Comércio relebrou aos Operadores de Transporte que estão a proceder a essa compra subvencionada das Carrinhas, a fazerem uso dos meios “exclusivamente para o transporte dos produtos do campo”, tendo apelado aos cidadãos a denunciar qualquer outro frete ou transporte de produtos deve ser denunciado.

“Portanto, a população em geral está, desde já, convidada a fiscalizar o cumprimento do Programa  e a denunciar junto dos orgãos locais, situações contrárias aos propósitos para os quais estes meios estão a ser adquiridos” disse.

Victor Fernandes disse que a maioria do que é consumido no país vem do campo, e é sustentado agricultura familiar, o que justifica “os vários e contínuos investimentos que o Executivo tem estado a implementar no meio rural”, com acções combinadas e complementares, sobretudo nos sectores da Agricultura e Pescas, da Indústria e Comércio e da Construção Civil.

Já o Governador da Província de Cabinda, Marcos Alexandre Nhunga, disse que com a recepção, os agricultores da têm agora “meios adequados para o transporte de mercadorias do campo para a cidade e vice-versa”, constituindo na resposta a uma das preocupações do chefe de Estado, sobre a necessidade de se escoar os produtos agrícolas.

“Acreditamos que com a entrada em circulação destes meios, a qualidade dos serviços do comércio rural, na província de Cabinda vai ganhar uma nova dinâmica”, disse, apelando aos beneficiários a cuidar bem dos meios, e que sirvam somente para os fins pelos quais foram adquiridos, sublinando a necessidade do cumprimento das cláusulas constantes no contrato, e reembolsar os valores “para que no futuro, também outras empresas possam, beneficiar nas fases subsequentes”.

Marcos Alexandre Nhunga garantiu que o governo da província de Cabinda vai continuar a dar o seu apoio institucional à classe empresarial local, para promover o desenvolvimento e bem estar das populações.

O plano de Apoio aos Operadores de Transportes de Mercadorias do Comércio Rural, aprovado pelo Decreto Presidencial 19/21 de 20 de Janeiro, orienta a aquisição de 500 carrinhas de apoio ao escoamento da produção nacional, assim como os serviços de GPS e seguros e, resulta da implementação do Programa Integrado de Desenvolvimento do Comércio Rural (PIDCR), aprovado pelo Decreto Presidencial nº 123/20 de 30 de Abril, que está alinhado com o Plano de Desenvolvimento Nacional 2018-2022.

Os veículos são comprados pelos operadores, com um preço subvencionado pelo Estado angolano, para permitir o escoamento dos produtos do campo para os principais centros de consumo do país.

Com Cabinda, totalizam assim 10 províncias do país que já foram contempladas com as carrinhas. A próxima a receber é Namibe, para onde se desloca o ministro Víctor Fernandes, para a cerimónia de entrega nesta sexta-feira, de outras carrinhas e motos de três rodas.

Colunistas

© 2017 - 2022 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD