Connect with us

Futebol Africano

1° Agosto empata com Red Arrows da Zâmbia e passa para a fase de grupos

Published

on

O 1º de Agosto qualificou-se, neste domingo, para a segunda e última eliminatória de apuramento para a fase de grupos da Liga dos Clubes Campeões Africanos de futebol, ao empatar a uma bola diante do Red Arrows FC da Zâmbia, no Estádio Nacional 11 de Novembro, em Luanda, em desafio referente à segunda mão.

Durante o tempo regulamentar, os militares tiveram de aplicar-se com intensidade, para conseguir a qualificação, também, devido à falta de ritmo e entrosamento de conjunto, provocados pelo  início tardio das competições nacionais oficiais.

Na primeira parte do desafio, a equipa do Rio Seco apresentou-se com alguns problemas na organização de jogo, o que permitiu aos zambianos acreditarem na vulnerabilidade do sector defensivo do 1º de Agosto e chegarem ao golo. Saltou à vista algum nervosismo do jovem Venâncio (estreou-se numa competição internacional), mas depois acertou, antes do intervalo, ao lado de Keliano, Ansumani e Dagó.

Ricky Banda, avançado zambiano, aos seis minutos, aproveitou uma falha do sector defensivo do conjunto militar do Rio Seco, para marcar o primeiro golo do desafio.

Depois do tento do adversário, os militares melhoraram o sistema defensivo e passaram a jogaram ao ataque com mais confiança. O 1º de Agosto empatou o jogo através de Jiresse, aos 15 minutos, na sequência de um cruzamento com conta, peso e medidas de Bito.

O ponta-de-lança saltou mais alto que os adversários e cabeçou a bola para o fundo da baliza do guarda-redes, Kenny Mumba, num lance de excelente execução do ataque militar.

Antes do intervalo, Ansumani desperdiçou uma óptima oportunidade para colocar os militares em vantagem no marcador, mas faltou algum atrevimento para acertar na baliza das “Setas Vermelhas” e  mandou a bola por cima do travessão da baliza defendida pelos zambianos.

Na última fase da primeira metade de jogo, os zambianos ainda pressionaram os anfitriões, mas sem determinação e preocupação para o sector defensivo dos militares.

No reatamento do desafio, o 1º de Agosto entrou melhor e muito cedo procurou o segundo tento.

A equipa zambiana privilegiava constantemente as jogadas colectivas sem devaneios,  sempre na tentativa de surpreender o sector defensivo militar.

Com a entrada de Melono Dala, Ben Arfa e Cuxixima, na etapa complementar, a equipas das “Setas Vermelhas” abriram os  espaços, mas eram mal aproveitados pelos donos da casa, depois de uma excelente visão  da equipa técnica para poder dilatar o marcador.  Quase no final da partida, os jogadores do 1º de Agosto reclamaram um penaltie inexistente contra o Red Arrows FC. O braço do jogador zambiano encontrava-se junto ao corpo, quando a bola tocou na mão. No jogo da primeira mão, disputado na Zâmbia, o 1º de Agosto venceu, por 0-1, com golo madrugador (4 minutos) de Zine Salvador.

Na próxima eliminatória, os militares enfrentam, entre os dias 7 e 9 de Outubro, o Simba SC (Tanzânia), no Estádio Nacional 11 de No-vembro, para a primeira mão. A segunda partida disputa-se entre 17 e 19 de Outubro, em Dar-es-Salaam, capital da Tanzânia.

 Filipe Nzanza: “Sabíamos que seria difícil”

” Sabiamos que não podia ser fácil, defrontamos uma boa equipa, que soube complicar os nossos objectivos. Graças a Deus, fizemos um bom resultado lá. O mais importante é que passamos a eliminatória. Estamos a jogar com miúdos e portaram-se bem. Estão a ganhar experiência. A  saída do Cuxixima foi uma mudança táctica, é uma pena para o futebol, mas o importante é que funcionou. Agora, vamos pensar na próxima eliminatória”.

Osward Mutapa, técnico  dos Red Arrows FC, visivelmente agastado com o resultado, disse: “foi um bom jogo e no final o 1º de Agosto foi mais feliz. Marcamos cedo. Mas, infelizmente, sofremos o empate ainda no primeiro tempo, quando a nossa intenção era preservar a vantagem no jogo. Felicitamos o 1º de Agosto pela vitória e pela forma como fomos recebidos. No segundo tempo as duas equipas podiam marcar, mas o golo não surgiu. Agora só nos resta pensarmos na eliminatória de acesso para a Taça da Confederação”.