Connect with us

Sociedade

Agente das FAA no Zango mata adolescente por não pagar multa

Published

on

Crime

Em Maio do corrente ano, um jovem de 21 anos, foi morto a tiro por agentes da polícia no bairro do Prenda por alegadamente não ter feito o uso de máscara, de acordo com familiares. Dois meses depois, mais um jovem, desta vez no Zango, é alvejado mortalmente a tiro por supostamente o seu amigo também não ter feito o uso de máscara.

Informações colhidas pelo Correio da Kianda no local onde decorre o óbito, vizinhos e familiares da vítima falam em excesso de zelo por parte dos agentes da ordem, que de forma desproporcional, dispararam a matar contra um jovem indefeso, que, segundo testemunhas, se quer demonstrou resistência.

O facto aconteceu na noite de sábado, 22, quando o malogrado, que em vida respondia pelo nome de Vado Bina, foi interpelado por agentes das Forças Armadas Angolanas (FAA).

Contam testemunhas que o malogrado encontrava-se com outro amigo que não utilizava a máscara, e este, ao aperceber-se dos agentes, meteu-se em fuga, tendo deixado Vado Bina no local, que acabou por ser abordado pelos agentes da “farda azul”.

Depois de interpelado, explicam, o agente exigiu ao malogrado que pagasse pela multa do amigo que meteu-se em fuga, uma vez que este, terá sido visto pelos agentes sem uso da máscara.  Desprovido de valores, Vado Bina, o malogrado, segundo contaram testemunhas a este jornal, implorou aos agentes que o deixassem, uma vez que não tinha sido o mesmo flagrado sem máscara.

Mas o efectivo da FAA, contam, já na viatura, disparou com um tiro das costas, contra Vado Bina, que conheceu a morte no local.

Relatos de excesso de zelo, por parte de agentes da ordem no Zango, há muito que têm sido denunciados. Facto, que tem estado preocupar os citadinos daquele distrito.

Em relação ao sucedido, fontes do Correio da Kianda na direcção de comunicação da Polícia, avançam que o agente já se encontra detido.

Prenda: polícia mata jovem por não ter usado máscara

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas