Connect with us

Mundo

Agência da ONU quer inquérito independente contra acusações de Israel

Published

on

A porta-voz da Agência das Nações Unidas para os Refugiados palestinianos considerou esta quarta-feira, 31, “muito importante” fazer um inquérito independente sobre as alegações de Israel, que a acusa de “esconder terroristas” na Faixa de Gaza.

Após Israel ter acusado 12 dos seus empregados de envolvimento no ataque de 07 de Outubro efectuado pela ala militar do movimento islamita palestiniano Hamas, os importantes doadores, incluindo os Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Japão anunciaram a suspensão da sua ajuda à agência da ONU.

Tamara Alrifai, disse ter recebido as alegações do Governo israelita sobre 12 nomes em Gaza, “verificamos esses nomes com base nos nossos registos de 13.000 empregados em Gaza e conseguimos fazer corresponder oito desses nomes”, acrescentou.

A UNRWA anunciou ter despedido a maioria dos funcionários que foram assinalados.

Recordar que na terça-feira, o Governo israelita acusou a agência da ONU de estar “fundamentalmente comprometida”, e alegou permitir que o Hamas “utilize as suas infra-estruturas” para efectuar acções militares e “esconder terroristas”.

Colunistas