Connect with us

Mundo

África Subsaariana sofre um aumento de 4,8 biliões na importação de alimentos

Published

on

Assim como a Europa prevê o ano de 2023 difícil no processo de importações de alimentos, em África, o quadro ainda é mais crítico, uma vez que é um continente totalmente consumista.

O relatório “Perspectivas Alimentares” narra que na África Subsaariana, os gastos com importações de alimentos devem aumentar para USD 4,8 biliões. O declínio nos volumes chegará a 700 milhões.

Nos países menos desenvolvidos, espera-se uma expansão de USD 4,9 biliões na factura de importação de alimentos devido à alta de custos. Nesse grupo, os importadores líquidos de alimentos terão de enfrentar USD 21,7 biliões em custos extras por apenas 4 biliões em volumes de alimentos importados.

Para a FAO, os “sinais são alarmantes” em relação à segurança alimentar. Os países importadores enfrentam maiores dificuldades para financiar o aumento dos custos internacionais, no que pode ser o fim de sua resiliência à subida de preços internacionais.

Colunistas