Connect with us

Mundo

África do Sul: Ramaphosa e Zuma iniciam conversas para possível coligação

Published

on

Em declarações esta quinta-feira, 06, o partido MK, de Jacob Zuma, disse que se reunirá com o ANC “em breve” para ouvir as opiniões do partido no poder e que iria com uma “mente aberta, enquanto prioriza firmemente as inspirações e aspirações da maioria sul-africana e dos negros em particular”, destaca a imprensa da África do Sul.

O comunicado surge na sequência do secretário-geral do ANC, Fikile Mbalula, ter dito a jornalistas que o seu partido tentou “entrar em contacto [com o Partido MK]”, mas não conseguiram.

“Nós nos comprometemos e reafirmamos a nos engajar apenas no futuro da África do Sul, que prioriza o interesse do povo, especialmente a maioria negra que é pobre, desempregada, sem-tecto e sem terra, contra o interesse do capital monopolista branco e dos mercados”, diz a declaração do MK, e avança que “qualquer coligação tem que se concentrar em erradicar os sistemas que preservam e apoiam a subjugação política prolongada e a escravidão económica do nosso povo.”

Mbalula, que falava à imprensa local hoje, à margem da reunião do comité executivo nacional do partido no poder, disse que “dependeria se o ANC ainda desejaria se reunir com o Partido MK após essa reunião”.

Após conquistar apenas 159 das 400 cadeiras na Assembleia Nacional da África do Sul, na eleição geral da passada quinta-feira, o ANC precisa agora fazer coligações para reeleger o presidente Ramaphosa.

De recordar que Parlamento saído das eleições sul-africanas deve reunir-se e eleger um Presidente, ainda este mês, o que coloca pressão nas negociações para uma coligação.

Colunistas