Connect with us

Mundo

África do Sul: ANC anuncia criação de Governo de Unidade Nacional

Published

on

O Congresso Nacional Africano anunciou este domingo, 23, a criação do Governo de Unidade Nacional, como resultado das eleições de Maio último, na África do Sul, em que partido de Cyril Ramaphosa obteve os piores resultados da sua história.

A noticia foi avançada este domingo, pelo jornal The Citizen, que garante que dez partidos políticos assinaram a declaração de intenção de aderir à formação, o que vai permitir a Cyril Ramaphosa, recém-reeleito presidente, formar governo para os próximos cinco anos na África do Sul.

“O ANC, como o partido mais votado, depois de considerar várias opções para a formação de governo, decidiu que o modelo Governo de Unidade Nacional se adequaria melhor ao interesse nacional e tomou a iniciativa de envolver todos os partidos que conquistaram assentos parlamentares para a formação do governo de unidade nacional”, disse o porta-voz do ANC, Mahlengi Bhengu-Motsiri citado pelo the Citizen, neste domingo.

Os partidos que assinaram a declaração de intenções do Governo de Unidade Nacional na África do Sul são o próprio ANC, a Aliança Democrática (DA), a Aliança Patriótica, o Partido da Liberdade Inkatha, o BOM, o Congresso Pan-Africanista da Azânia, a Frente Liberdade Plus, o Movimento Democrático Unido, a Ascensão Mzansi e o Al Jama-ah, como fundadores do grupo.

Entretanto, de acordo com o Porta-voz, o ANC mantém as portas abertas para que as outras formações políticas se juntem ao grupo.

“O resultado das eleições nacionais e provinciais de 2024 deixou claro que, passados 30 anos de democracia, os sul-africanos querem que os partidos políticos trabalhem juntos para resolver os importantes desafios que o país enfrenta e melhorar a vida do nosso povo”, referiu, acrescentando que “a primeira fase de partidos a aderir ao GNU foi, portanto, concluída. Os partidos que compõem o GNU juntos garantiram mais de 70% dos votos nas eleições de 2024.”

Com essa decisão, o presidente recém-releito pode já começar a formar o seu governo, nomeando esta semana, as entidades que deverão ocupar cargos no governo para o quinquénio 2025-2030.