Connect with us

Sociedade

ADRA cria Antena Cunene para estar mais próximo das comunidades locais

Published

on

Depois de vários anos sem presença efectiva, a ADRA conta, agora, com uma representação na província do Cunene e para tal foi nomeada uma equipa para dirigir a Antena naquela região do país.

Assim, Alice Adelina Ezequiel Peso tomou posse na última sexta-feira, na cidade de Ondjiva, no cargo de responsável da antena. A cerimónia foi presidida pela Presidente do Conselho Directivo da ADRA, Maria Teresa Victória na presença dos representantes das Administrações Municipais de Cahama, Cuanhama e Ombandja, do Governo Provincial do Cunene, das organizações locais da sociedade civil e de líderes comunitários.

Na sua intervenção, Maria Teresa Vitória sublinhou que a criação de uma estrutura local no Cunene representa o compromisso da ADRA de contribuir para o desenvolvimento sustentável da província.

Destacou ainda o papel desempenhado pelo Director da Antena Huíla e Cunene, Simione Chiculo, na criação de condições organizativas e técnicas que permitiram a estruturação da Antena Cunene, a abertura demonstrada pelas Administrações Municipais de Cahama e Ombandja e pelo Governo Provincial do Cunene e o apoio financeiro prestado pelos parceiros da ADRA, nomeadamente o Conselho das Igrejas da Noruega, o UNICEF, o PNUD, a União Europeia e o Instituto Camões.

O Director Geral da Agência de Desenvolvimento da ADRA, Carlos Cambuta, ao intervir no acto, esclareceu que a criação da Antena Cunene enquadra-se na lógica da descentralização, e o Conselho Directivo da ADRA, ao tomar esta decisão, constatou a existência de condições para a Antena funcionar de forma autónoma.

A responsável da nova Antena da ADRA, Alice Peso, reconheceu que as funções que passou a assumir constituem um grande desafio, esperando que venha a corresponder às expectativas da Organização.

A intervenção da ADRA na província do Cunene iniciou, em 1996, com a implementação de um projecto de apoio ao desenvolvimento das comunidades no Manquete, município de Ombandja, financiado pela organização holandesa Trocaire.

Foi no âmbito do referido projecto que a ADRA desenvolveu a primeira experiência de tratadores de gado para fazer face ao limitado acesso das comunidades agropastoris aos serviços de assistência veterinária.

As Antenas são estruturas regionais, provinciais ou locais da ADRA dotadas de autonomia, actuando no marco das linhas programáticas definidas nos planos estratégicos da Organização.

A criação da Antena Cunene ocorre num momento em que a ADRA iniciou a implementação do seu Plano Estratégico 2023-2027 que, entre outros objectivos, visa fortalecer a agricultura familiar, promover a educação ambiental e medidas de adaptação, resiliência e mitigação dos efeitos das alterações climáticas e reforçar a capacidade de actuação dos actores locais para o desenvolvimento sustentável.

Colunistas