Connect with us

Politica

Adão Ramos apresenta candidatura à secretário geral do Bloco Democrático

Published

on

A comissão já está criada e datas definidas para a realização da VI convenção do Bloco Democrático (BD), marcado para os dias 22 e 23 de Abril de 2021 – processo que vai eleger o novo corpo directivo ou reconduzir os actuais dirigentes, anunciou o secretário geral, João Baruba.

De entre várias figuras políticas bloquistas, Adão Ramos, membro do comité e do conselho nacional, manifestou-se, neste final-de-semana, através de uma declaração dirigida aos membros do órgão máximo desta formação política, a intenção de apresentar a sua candidatura para o cargo de secretário geral no próximo conclave.

Adão Ramos apresentou a sua intenção durante a reunião do Comité Nacional e do Conselho Político, realizada na sexta-feira, 25, tendo encarado a ocasião como uma oportunidade de ser ouvido por altos dirigentes do Bloco Democrático.

“Permitam-me que aproveite, para que em viva voz e na primeira pessoa, manifestar a minha intenção de candidatura ao cargo de secretário geral do nosso querido Bloco Democrático”, anunciou.

O também comentarista da rádio Despertar terá como prioridade, caso for eleito, colocar o Bloco Democrático como alternativa aos eleitores: “será orientada para mais presença no espaço público, mais acções e acutilância, para colocar o partido no campo de escolha dos eleitores”, salientou.

Adão promete trabalhar “em defesa dos mais desfavorecidos, caso for eleito, regressar o partido à sua verdadeira matriz, que é a defesa dos menos favorecidos e denúncia das injustiças e arbitrariedades governativas”, finalizou.

Numa entrevista ao Correio da Kianda, o actual secretário geral, João Baruba, deu a conhecer que não irá candidatar-se à sua própria sucessão.

Por sua vez, fonte do comité e do conselho político do BD, fez saber que o economista e político, Filomeno Vieira Lopes, é potencial candidato à presidência do Bloco Democrático em substituição do académico, Justino Pinto de Andrade, que manifestou a intenção de concorrer a sua própria sucessão.

De sublinhar que para além de ser político, Adão Ramos é funcionário da maior companhia de telefonia móvel em Angola, Unitel, desde 2004. Actualmente nesta empresa está no departamento de Saúde, Segurança e Ambiente.

Também é contra o VIH e pela inclusão das pessoas com deficiência. Ramos teve várias passagens em organizações cívicas e é um dos jovens que promoveram as primeiras manifestações em Angola, desde 2011.