Connect with us

Sociedade

Activistas garantem que sairão às ruas amanhã “pela justiça e liberdade”

Published

on

Mesmo sem retorno do Governo Provincial de Luanda, a “marcha pela justiça e liberdade” sairá este sábado, 28 – garantem activistas envolvidos na organização do protesto.

Numa conferência de imprensa realizada esta quinta-feira, 27, o activista Cavalheiro Democrata lamentou o “silêncio” do Governo da Província de Luanda (GPL) perante o comunicado sobre a marcha remetido em 19 de Janeiro.

“O GPL, como um órgão da administração indirecta do Estado, tinha 72 horas para responder a este comunicado e até agora já estamos acima deste período e a Constituição da República diz que é responsabilidade do Estado garantir a efectivação dos direitos humanos”, declarou.

No “manifesto em prol da justiça e da liberdade em Angola”, apresentado pelo activista durante a conferência de imprensa, disse que exigem “justiça e fim de perseguição às zungueiras (vendedoras ambulantes) e liberdade já aos presos políticos”.

A marcha, que terá como itinerário a partida do Largo das Heroínas até ao Ministério da Justiça e dos Direitos Humanos, pretende ainda pedir a libertação dos “presos políticos”, nomeadamente Tanaice Neutro, Luther Campos, Zeca Mutchima e Julino Kalupeteka.