Connect with us

Politica

Abertura do ano político associativo juvenil reúne três mil jovens em Cabinda

Published

on

O Conselho Nacional de Juventude (CNJ) realizou, na manhã de hoje, sábado, 28, a abertura do ano político associativo juvenil 2023, no pavilhão Barão Puna, na província de Cabinda, acto presidido pela Governadora Provincial Mara Baptista Quiosa.

Com aproximadamente três mil jovens, ao intervir no acto, a governadora Mara Quiosa, disse que o seu Governo continuará a apoiar a juventude e “os jovens serão sempre prioridades do Governo, apostando mais na capacitação, formação, ensino, empreendedorismo, emprego e na quota habitacional”.

Por sua vez, descreve a nota enviada ao Correio da Kianda, o líder do CNJ, Isaías Kalunga, no seu discurso, agradeceu a governante e disse que os jovens de Cabinda e do Zaire têm o sonho de ver as duas províncias ligadas via terrestre e que irão “apresentar esta questão ao presidente João Manuel Gonçalves Lourenço, pois é o desejo dos jovens das referidas províncias”.

“Também pedimos aos promotores de universidades e institutos superiores, no mínimo, invistam em Cabinda criando pólos para leccionarem, Geoquímica e Geologia”, instou.

Crédito para jovens agricultores

O presidente do CNJ também agradeceu a governadora Mara Baptista Quiosa por garantir a disponibilidade de mil hectares de terras para que, no âmbito do Programa Juvenil de Apoio a Produção Nacional (PROJAPRON), os jovens possam “combater a fome, a pobreza e a fazer de Cabinda uma província cada vez mais rica com a força da juventude, produzindo cacau, citrinos, mandioca, e outros produtos do campo”.

Kalunga garantiu que os jovens que “forem contemplados com terras e produzirem de facto, em menos de três anos irão receber mais créditos bonificados e, inclusive, créditos de transportes para escoamento de produtos do campo para as zonas urbanas”.

“Dias melhores virão para a juventude cabindense e angolana, de modo geral, com a criação dos Conselhos de Juventude dos Bairros a partir de Fevereiro, estrutura que irá se encarregar de assumir o apoio directo aos jovens e a comunidade”, avançou.