Connect with us

Mundo

Abdeslam condenado por tentativa de homicídio e terrorismo na Bélgica

Único sobrevivente de célula jihadista que levou a cabo os atentados de Paris, em novembro de 2015, conhece a sua sentença esta segunda-feira. Esteve em fuga quatro meses, até ser detido depois de estar envolvido num tiroteio com polícias em Bruxelas.

Published

on

Salah Abdeslam foi considerado culpado e condenado pelo crime tentativa de homicídio relacionado com terrorismo por um tribunal belga, diz a BBC. 

Em fevereiro, o ministério público belga pediu 20 anos de prisão para Abdeslam, único sobreviventes dos atacantes do Batáclan e Stade de France, em Paris, em 13 de novembro de 2015, que causaram 130 mortos.

O francês de origem marroquina foi acusado de tentar matar polícias num bairro em Bruxelas, quatro meses após os ataques de Paris, e dias antes do atentado terrorista no aeroporto de Zaventem e no metro de Bruxelas que causou 35 mortos. 

A procuradoria federal belga considera que os ataques de Paris e de Bruxelas estão relacionados. Abdeslam é considerado uma peça central nos ataques de Paris, uma vez que foi ele a alugar os carros usados nos atentados. 

Segundo as autoridades, o plano inicial de Abdeslam seria fazer-se explodir à semelhança dos restantes jihadistas. No entanto, terá mudado de ideias e fugiu para a Bélgica, onde atacou, no dia 15 de março, vários polícias. 

Salah Abdeslam não está presente na leitura da sentença desta segunda-feira. Está detido numa prisão em França e, ao longo do julgamento, tem-se remetido ao silêncio. “O acusado não estará aqui. A sua presença não é obrigatória. Se ele quisesse estar presente, podia ter estado, mas considerou que não era relevante”, afirmou o juiz Luc Hennart.

O francês de origem marroquina deverá ainda ser julgado em França pelos atos de terrorismo cometidos em novembro de 2015. 

 

NM

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas