Connect with us

Politica

”[A bem de Angola] não podemos contar apenas com quem tem cartão do MPLA” – João Lourenço

Published

on

Presidente do partido governante proferiu um discurso conciliatório durante a abertura do ‘Ano Político 2024’, que foi bem acolhido por diferentes segmentos da sociedade angolana.

”[A bem de Angola] não podemos contar apenas com quem tem cartão do MPLA, não podemos contar apenas com quem é militante do MPLA. Temos de contar, conviver e trabalhar com todos os patriotas (…)”, apelou João Lourenço, na qualidade de líder dos camaradas, durante a abertura do ‘Ano Político 2024’ do partido, na zona da Camama, em Luanda.

O dirigente partidário, que falava diante de milhares de militantes, amigos e simpatizantes do partido, desafiou os diferentes organismos directivos do MPLA a formar os quadros, visando o alcance desse desiderato de que Angola é resultado de todos os cidadãos, independentemente da cor partidária.

”Temos de prestar atenção à nossa ligação com a sociedade. Trata-se do trabalho, da importância do trabalho que devemos fazer com aqueles que não são do MPLA, a chamada sociedade civil, onde nós estamos, mas não estamos lá sozinhos. Encontramos cidadãos de outras cores políticas, encontramos cidadãos apartidários, mas que são angolanos como nós e amam Angola tanto quanto nós. E é este factor comum, de sermos angolanos, e de querermos todos o melhor para Angola que deve ser mais bem explorado pelo nosso partido”, sublinhou João Lourenço, num discurso que está a ser bem acolhido por diferentes segmentos da sociedade.

E, embora estivesse a ser ouvido por milhares de jovens que se fizeram ao local, o presidente do MPLA recomendou aos órgãos do partido uma maior organização, para se ter real percepção de quantos militantes o partido possui e com os quais o partido deve contar verdadeiramente.