Connect with us

País

8O por cento dos funcionários da PGR no Moxico aderiram a greve decretada pelo sindicato

Published

on

A informação é do procurador titular do Moxico, Francisco João Carlos, que confirmou a grave à Angop aderida por cerca de oitenta porcento funcionários que exigem o cumprimento de um caderno reivindicativo.

Afirmou que apesar da medida tomada estar a influenciar negativamente na velocidade do trabalho, porém os serviços continuam contando com o apoio dos funcionários do cartório do Tribunal Provincial e da Polícia Nacional junto da Secção Municipal de Investigação Criminal (SMIC).

O secretário provincial do Sindicato de Técnicos de Justiça e Administrativo da PGR no Moxico, Jones Valentim, disse à Angop que a greve vai continuar para se exigir a aprovação do regime jurídico especial, de regras de transição para o regime jurídico especial da carreira de técnicos de justiça da PGR.

“A grave pode ter a duração de 15 dias, mas com uma cláusula de diálogo com a entidade patronal, caso esta demonstre a vontade”, Afirmou.

O sindicalista acrescentou que em caso de incumprimento das exigências do sindicato dentro do prazo estabelecido, os funcionários voltarão ao trabalho até formalizarem um outro processo que visa retomar a greve.

A Procuradoria-Geral da República (PGR) no Moxico é assegurada por 64 funcionários administrativos e técnicos de justiça.

Realça-se que o sindicato dos funcionários da Procuradoria-Geral da República (PGR) convocou uma greve em todo país, com início esta segunda-feira e termo dentro de 15 dias, visa reivindicar o não cumprimento de suas exigências constante em um caderno reivindicativo.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *