Connect with us

Educação Financeira

54 Edições – 1 ano de Educação Financeira

Published

on

Quando há um ano comecei a escrever artigos de educação financeira foi um novo «capítulo» na minha vida. Antes disso houve um desafio ao Manuel Camalata do Correio da Kianda. O desafio teria como regra publicarmos sempre às Quartas-feiras, não publicar noutro espaço e que os artigos sejam sempre actuais e impactantes. Nestes 54 artigos penso ter falhado umas três vezes o envio dos artigos depois de Quarta-feira. Sem medo de errar afirmo que a quantidade de artigos a escrever nessas semanas, além das responsabilidades pessoais levaram a ter essas pequenas falhas.

Levo em média uma hora a escrever cada artigo, entre a escolha do título, pesquisa e  o próprio escrever do artigo, formatações e releitura no final. Foram mais de dois (2) dias da minha vida envolvido, comprometido com esta missão de escrever para todo o tipo de leitores. Leitores com carências de educação financeira, os letrados, iletrados, pessoas abastadas, classe média e outras tantas com imenso potencial de vir a ter mais sucesso e prosperidade na sociedade. Garanto que só hoje penso no tempo que dediquei. Quando se ama o que se faz, o tempo é um pormenor. O amor é maior.

Os temas que escrevi até agora versam sobre o dinheiro e o património na vida, na morte, nas relações amorosas, namoro, casamento, divórcio, nas várias festas, feriados ao longo ano, mas também sobre temas que a todos nos preocupa e ainda oportunidades. Os temas não se esgotam por aqui. Há imensos temas para se escrever, reflectir, há sempre novos eventos, factos que impactam na vida das pessoas e das famílias. Esta é a essência: Educação Financeira para as pessoas. Pessoas reais como eu e o meu caro leitor e leitora.

Escrever com simplicidade é uma regra que impus a mim próprio. Escrever para que uma vendedora ambulante compreenda é uma regra. Escrever para ela como escrevo para um juiz. Para um professor e para um sapateiro. Esta regra manter-se-á, pois faz parte da minha identidade. Da minha pessoa enquanto indivíduo e da minha personalidade.

Havendo temas, havendo necessidade de educação financeira, havendo vontade, os artigos todas as Quartas-feiras como até aqui continuarão. Outro passo será para a publicação em obra literária destes artigos, com artigos inéditos e serão feitos convites a personalidades nacionais de educação financeira e da economia para escreverem, tal como a pessoa que escreverá o prefácio.

O slogan: “você lê, você decide”, é algo que vai continuar, pois a Educação é uma via para a transformação e eternização da humanidade.

Até para a semana com a edição 55!