" />
Conecte-se agora

Os órgão de comunicação social público, nomeadamente a Radio Nacional de Angola e a Televisão Pública de Angola, foram rejeitados inicialmente na conferência de imprensa concedido pelo antigo presidente da República, José Eduardo dos Santos, na última quarta-feira (21), na sede da Fundação Eduardo dos Santos – FESA, confidenciou ao Correio da Kianda, uma fonte que presenciou o episodio.

Segundo a fonte, os referidos órgãos, só entraram, no final, para cobertura do acto, após intensas negociações, com a direcção da FESA, enquanto que órgãos que no passado eram “hostis” ao regime de Eduardo dos Santos, como é o caso do jornal F8, Rádio Despertar (rádio detida pela UNITA) e demais órgãos privados, por exemplo, entraram mesmo antes, daqueles, sem qualquer prurido.

Este incidente, é justificada pelo facto da linha editorial adoptada por estes órgãos, desde que o presidente João Lourenço passou a acumular a chefia do Governo e do MPLA não agradar o ex-presidente da República, José Eduardo dos Santos.

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of