" />
Conecte-se agora

A voz do Cidadão

JLO e as contas por apresentar ao povo Angolano – Albano Pedro

Redação

Publicados

on

- 069cecf55 2cd2 4c8a 8a4d 2f633f5f351e - JLO e as contas por apresentar ao povo Angolano – Albano Pedro

Há quem não tenha percebido que a breve e incisiva conferência de José Eduardo dos Santos na qualidade de ex-Presidente da República trouxe dados que obrigam João Gonçalves Lourenço a apresentar contas ao povo angolano no termo do seu primeiro ano de mandato.

Por um lado, JLO, na qualidade de Presidente da República, devia saber que no fim da execução de qualquer Orçamento Geral do Estado não é razoavel que reste dinheiro nos cofres públicos, já que o orçamento é (ou deve ser) sempre equilibrado (as receitas são sempre iguais as despesas), sendo elementar saber que nada fica nos cofres públicos logo que o ano económico chega ao fim.

Por outro lado, não fiquei a saber (há menos que me tenha distraído) que JLO tenha falado do que tinha restado em termos de RIL (Reservas Internacionais Líquidas). Apenas me apercebi que lamentou ter “herdado” o Estado com os cofres vazios ( e nisso só pode ter falado da Conta Única do Tesouro relaccionada com os dinheiros do OGE). Portanto falou dos kwanzas sem mancionar os dólares. Quando JES diz que afinal deixou mais de 15 mil milhões de dólares e JLO contrai uma dívida de mais de 11 mil milhões de dólares, então só posso concluir que ou o Estado conta agora com mais de 26 mil milhões de dólares ou JLO tem que justificar o que é que aconteceu com os mais de 15 mil milhões deixados por JES.

Espero que o nosso Presidente, bem intencionado como está em pôr tudo em ordem, venha a dar-nos esta explicação, logo que regresse ao país. É uma questão de INTERESSE PÚBLICO inadiável. Até porque se quer destruir o ninho de marimbondos, contando com os milhões que são o povo angolano, é bom que não haja mais possibilidade de serem construidos novos ninhos de marimbondos.

Da conferência de JES só posso dizer que foi uma autêntica aula de FINANÇAS PÚBLICAS que os conselheiros de JLO deviam tomar com bastante atenção para não permitirem que o chefe fale mais ou menos do que deve em matéria de gestão dos recursos financeiros do Estado.

Continue Lendo
Publicidade
Clique para comentar

Deixe um comentário

avatar
  Subscribe  
Notify of
Publicidade

Autores

Ana Margoso
Ana Margoso (5)

Jornalista

António Sacuvaia
António Sacuvaia (142)

Editor

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (7)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (8)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (33)

Jornalista

Victor Hugo Mendes
Victor Hugo Mendes (9)

Jornalista e Escritor

Walter Ferreira
Walter Ferreira (4)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

Publicação